Brasil tem mais 204 mortos por Covid-19 em 24 horas

ReutersBruno-Kelly
ReutersBruno-Kelly

A letalidade no país está em 6,1%

O Brasil constatou hoje (15) o mesmo número de mortos em 24 horas de ontem (14): 204 óbitos. Considerando os óbitos confirmados diariamente pelo Ministério da Saúde desde o último domingo (12), 612 pessoas perderam suas vidas em decorrência da Covid-19 no Brasil.

Além da subida acelerada no número de mortes, houve hoje novo recorde no número de casos confirmados. Segundo o Ministério da Saúde, foram 3.058 novas infecções, o que elevou o total de contaminados identificados pelo governo para 28.320. Os mortos no Brasil, desde o começo da pandemia, são 1.736.

A letalidade no país está em 6,1%, o que indica a persistência da subnotificação no Brasil. Em coletiva de imprensa feita hoje, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que o problema é mais grave em Estados do Norte e do Nordeste. São Paulo continua sendo o Estado mais afetado pela Covid-19, com 11.043 casos confirmados. A região Sudeste concentra 57,4% das infecções pelo novo coronavírus no Brasil.

LEIA MAIS: Brasil vai testar medicamento em 500 pacientes de Covid-19, diz Ciência e Tecnologia

O secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann, disse que metade de todos os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Estado estão ocupados por pacientes do coronavírus. A estimativa de São Paulo é que até maio todos as vagas para internação em UTI devem estar ocupadas, situação que já ocorre em alguns hospitais do Estado.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o Brasil é o 11º país do mundo em número de pessoas contaminadas, tendo superado a Holanda, o Canadá e a Suíça, que no começo da tarde tinham mais casos de Covid-19 que o Brasil. No ranking de mortes, o país também é o 11º do mundo.

Globalmente, ainda de acordo com a Johns Hopkins, os contágios identificados pelo novo coronavírus são 2,05 milhões, com 133.354 vítimas fatais. Os países com mais casos são Estados Unidos (632,8 mil), Espanha (177,6 mil), Itália (165,1 mil), Alemanha (133,4 mil), França (131,3 mil) e China (83,3 mil).

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).