Messi pode custar mais de US$ 210 milhões aos cofres do Manchester City

Quality Sports Images/Getty Images
Quality Sports Images/Getty Images

Lionel Messi anunciou anteontem (25) que quer deixar o Barcelona, ​​apesar de ter perdido o prazo para rescindir seu contrato

O Manchester City é um dos favoritos para contratar Lionel Messi depois que o astro argentino disse que deseja deixar o Barcelona após quase duas décadas no clube. Entretanto, a Forbes estima que o City precisará desembolsar mais de US$ 210 milhões para trazer o craque.

Lionel Messi anunciou anteontem (25) que quer deixar o Barcelona, ​​apesar de ter perdido o prazo para rescindir seu contrato, o que o mantém vinculado ao clube até 2021 e pode levar a uma disputa judicial entre as duas partes.

VEJA TAMBÉM: Messi está perto de ser o próximo atleta a atingir ganhos de US$ 1 bilhão na carreira

A posição oficial do Barcelona continua sendo a de que Messi não está à venda e qualquer time interessado teria que pagar sua cláusula de liberação de US$ 828 milhões, uma multa recorde para o mundo do esporte e que poucos clubes seriam capazes de fazê-lo sem violar os Regulamentos de Fair Play Financeiro da Uefa (FFP), que foram estabelecidas em 2009 para evitar que os clubes gastem mais do que ganham.

Em meio à especulação desenfreada sobre o próximo destino de Messi –e se algum outro time poderá contratá-lo– uma reunião com o técnico Pep Guardiola no Manchester City parece mais provável, segundo a ESPN.

O Manchester City fará tudo o que estiver ao seu alcance para contratar Messi por uma transferência sem taxas, enquanto o Barcelona provavelmente tentará tirar o máximo possível do movimento, em vez de forçar Messi a ficar.

Fontes disseram à ESPN ontem (26) que o Manchester City está disposto a pagar entre US$ 118 milhões e US$ 177 milhões pelo superstar, e o clube poderia oferecer Gabriel Jesus e dois outros jogadores em uma troca potencial.

Combinado com os US$ 93 milhões salariais de Messi, isso significaria que o Manchester City terá de desembolsar pelo menos entre US$ 210 milhões e US$ 270 milhões para atrair o jogador para a Inglaterra, e se o clube tivesse de pagar a cláusula de isenção total, seria um custo astronômico US$ 920 milhões.

E AINDA: 10 atletas femininas mais bem pagas de 2020

Também há relatos da ESPN de que o Manchester City ofereceria a Messi um contrato de longo prazo que o levaria a se transferir para o New York City FC, parte do campeonato norte-americano de futebol Major League Soccer (MLS), após três anos na Premier League.

O Manchester City não especificou quanto estaria disposto a pagar, descartando muitos dos rumores a possível transferência de Messi para a MLS, em particular, foi removida da história, com informações de fontes do clube à Forbes.

Grandes Números

O Barcelona planeja pagar a Messi US$ 93 milhões nesta próxima temporada –uma quantia que o ajudaria a se tornar o quarto atleta a obter ganhos de mais de US$ 1 bilhão na carreira, antes dos impostos. O Manchester City teve uma folha de pagamento de mais de US$ 400 milhões durante a temporada de 2018-2019: se o clube pudesse adicionar Messi, isso aumentaria seus custos salariais em cerca de 20%, estima a Forbes. Para se ter uma ideia, os três jogadores mais bem pagos do City, Raheem Sterling, Sergio Aguero e Kevin De Bruyne, devem faturar cerca de US$ 57 milhões combinados nesta próxima temporada.

Cenário

O Manchester City faz parte da holding City Football Group, que é majoritariamente controlada pela família real de Abu Dhabi. O clube teve receita de US$ 678 milhões em 2019 e a Forbes estima que o City é o quinto time de futebol mais valioso do mundo, com um valor de franquia geral de quase US$ 2,7 bilhões. O time inglês também teve seu veto em participar da Liga dos Campeões por dois anos anulada: a UEFA disse que o clube violou as regras da FFP ao adulterar a fonte de sua receita de patrocínio, quebrando as regras de licenciamento. Qualquer movimento para Messi, que provavelmente custará várias centenas de milhões de dólares, poderia desencadear outra investigação FFP sobre o clube.

O que esperar

A potencial batalha legal que se seguirá se o Barcelona não permitir que Messi deixe o clube. O superastro argentino já consultou juristas sobre a cláusula de seu contrato, que estipula que ele comunique sua decisão de sair antes de 10 de junho, confirmaram fontes à Forbes. Embora a questão possa acabar no tribunal, fontes também disseram à ESPN que é mais provável que o Barcelona tente chegar a um acordo com Messi para permitir que ele saia por uma taxa de transferência razoável.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).