Fortuna de Jeff Bezos vai novamente a mais US$ 200 bilhões

Alex Wong/Getty Images
Alex Wong/Getty Images

Jeff Bezo viu sua já enorme fortuna quase dobrar em 2020

A pessoa mais rica do mundo, vale US$ 200 bilhões –de novo.

Jeff Bezos foi a primeira pessoa a bater o recorde de US$ 200 bilhões em agosto, mas logo caiu abaixo da marca quando as ações da Amazon saíram da tendência de alta. Agora, com os papéis da varejista subindo na véspera do Prime Day, o executivo retomou a posição histórica.

LEIA MAIS: Jeff Bezos e MacKenzie Scott ganham US$ 12 bilhões antes do Amazon Prime Day

Hoje, as ações da Amazon, que Bezos fundou em 1994 e lidera como presidente-executivo, subiram 5,3% até 14h30, no horário de Brasília, elevando o patrimônio líquido de Bezos em US$ 9 bilhões, para US$ 202,1 bilhões. Como ele possui uma grande porcentagem da gigante da tecnologia, com pouco mais de 11% de participação na empresa de US $ 1,7 trilhão (capitalização de mercado), pequenos movimentos no preço das ações podem adicionar ou subtrair bilhões de sua fortuna.

A animação em torno do Prime Day, liquidação anual da empresa, impulsionou as ações –que já estavam em alta por conta do aumento das compras online durante a pandemia do novo coronavírus– a níveis quase recordes. O Prime Day, que acontece nos dias 13 a 14 de outubro, foi originalmente adiado por meses devido à crise da Covid-19.

Bezos, que valia cerca de US$ 115 bilhões em 1º de janeiro, viu sua já enorme fortuna quase dobrar neste ano. Sua participação na Amazon representa mais de 90% de seu patrimônio, mas ele também detém outros negócios, como o “Washington Post”, a empresa de exploração espacial Blue Origin e uma série de outros investimentos privados, incluindo imóveis no estado de Washington, Califórnia e Washington D.C. Atualmente, ele vale quase US$ 90 bilhões a mais do que a segunda pessoa mais rica do mundo, Bill Gates, que acumula fortuna de US$ 118 bilhões.

O fundador da Amazon já teria ultrapassado a marca de US$ 200 bilhões no início de 2020 se não fosse pelo divórcio mais caro da história. Em julho de 2019, ele terminou seu casamento de 25 anos com MacKenzie Scott, dando a ela 25% de suas ações da Amazon. Atualmente, ela possui cerca de 3,8% da empresa e acumula fortuna de quase US$ 30 bilhões a mais do que no início do ano, sendo a mulher mais rica do mundo.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).