Acionistas da Linx aprovam oferta da Stone

Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

A operação entre a Linx e a processadora de cartões StoneCo depende de aprovação do Cade

Acionistas da Linx aprovaram ontem (17) a oferta de aquisição proposta pela processadora de cartões StoneCo, afirmou a companhia em fato relevante ao mercado.

A StoneCo aumentou sua oferta na tarde de ontem e propôs pagar R$ 33,56 mais 0,0126774 ação classe A da empresa por ação da Linx, em um negócio de aproximadamente R$ 6,8 bilhões.

LEIA MAIS: Linx compra Mercadapp em negócio de R$ 10,5 milhões

A aquisição deve transformar a StoneCo em uma provedora integrada de software e pagamentos em um momento em que novos rivais e novas tecnologias – como a plataforma de pagamentos instantâneos Pix, lançada esta semana pelo Banco Central – estão transformando a indústria de pagamentos no Brasil.

Se concluído, o negócio tornará a Linx uma nova unidade de negócios de software da Stone, comandada por executivos de ambas as empresas. A operação depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O presidente da Stone, Thiago Piau, afirmou que tem confiança que o negócio com a Linx será aprovado pelo Cade e que a análise deve demorar de três a seis meses. Segundo Piau, a Stone pretende oferecer aos clientes preços menores já que serviços de pagamentos da empresa e de software da Linx serão integrados.

Piau afirmou ainda que a companhia segue focada em empresas pequenas e médias e que continua avaliando oportunidades de novas aquisições. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).