As 10 habilidades profissionais mais importantes para a quarta revolução industrial

ReproduçãoForbes
Embora não possamos prever o futuro, veja quais serão as habilidades mais procuradas pelas empresas em 2020

Resumo:

  • A tecnologia pode substituir o ser humano em muitas coisas, mas ainda assim há habilidades inalcançáveis para ela; 
  • Saiba quais as ações o posicionam como um funcionário essencial; 
  • Ter senso crítico e inteligência emocional são algumas das habilidades exigidas.

À medida que o mundo evolui para abraçar a 4ª revolução industrial, nossos locais de trabalho se transformam também. Assim como as revoluções industriais anteriores transformaram o conjunto de habilidades e a experiência exigidas da força de trabalho, podemos esperar o mesmo desta. Segundo o Fórum Econômico Mundial, daqui a cinco anos 35% das habilidades atualmente consideradas essenciais vão mudar. 

LEIA TAMBÉM: 3 estratégias para engajar funcionários na era digital segundo um ex-CEO do Google

Embora ainda não possamos prever o futuro, veja, na galeria de fotos abaixo, as 10 habilidades profissionais mais importantes (mais uma bônus) que toda empresa vai buscar em 2020:

BÔNUS: Além das habilidades listadas abaixo, existem várias ações de autogerenciamento que tornarão as pessoas mais bem-sucedidas no futuro, incluindo automotivação, priorização/ gerenciamento de tempo e capacidade de abraçar e celebrar mudanças. As pessoas que têm uma mentalidade de crescimento, hábeis em experimentar e aprender com os erros, e com senso de curiosidade, serão altamente cobiçadas na 4ª revolução industrial.

  • 1. Alfabetização de dados

    Os dados se tornaram o ativo mais importante de toda organização: o “combustível” da 4ª revolução industrial. As empresas que não usarem esse combustível para impulsionar seu sucesso ficarão, inevitavelmente, para trás. Portanto, para tornar os dados valiosos, as empresas devem empregar pessoas com conhecimento e habilidades para transformá-los em valor comercial.

  • 2. Pensamento crítico

    Não há falta de dados, mas indivíduos com capacidade de discernir o que é confiável ​​entre a abundante mistura de informações erradas, como notícias e propaganda falsas, e como eles serão essenciais para o sucesso de uma organização. O pensamento crítico não implica ser negativo. Trata-se de poder avaliar objetivamente as informações e como elas devem ser usadas ou mesmo se são confiáveis para a empresa. Os funcionários com mente aberta, capazes de julgar a qualidade do que ouvem e recebem, serão valorizados.

  • 3. Tecnologia Savviness

    As habilidades técnicas serão exigidas de funcionários que realizam quase todos os tipos de trabalho, uma vez que as ferramentas digitais serão comuns, pois a quarta revolução industrial afeta todos os setores. inteligência artificial, Internet das Coisas, realidade virtual e aumentada, robótica, blockchain e muito mais farão parte da experiência cotidiana de todos os trabalhadores, seja o local de trabalho uma fábrica ou em um escritório de advocacia. Portanto, as pessoas não apenas precisam se sentir confortáveis ​​com essas ferramentas, como também precisam desenvolver habilidades para trabalhar com elas. O conhecimento dessas tecnologias e as habilidades técnicas serão necessários para cada trabalho, de um cabeleireiro a um contador.

  • 4. Fácil adaptação e flexibilidade

    Com a velocidade das mudanças, ter um diferencial não é mais sinônimo de estabilidade. Portanto, as pessoas precisam se comprometer a aprender novas habilidades ao longo de suas carreiras e saber que devem ser adaptáveis ​​às mudanças. É importante entender que o que funcionou ontem não é necessariamente a melhor estratégia para amanhã, assim, a abertura para desaprender habilidades também é importante. Além disso, as pessoas devem ser cognitivamente flexíveis a novas ideias e maneiras de fazer as coisas.

  • 5. Criatividade

    Independentemente de quantas máquinas funcionem ao nosso lado, os humanos ainda são os melhores em criatividade. É essencial que humanos criativos sejam empregados pelas empresas para inventar, imaginar algo novo e sonhar com um amanhã melhor. Os locais de trabalho exigirão novas formas de pensar, e a criatividade humana é fundamental para avançar.

  • 6. Inteligência emocional

    Outra área em que os humanos têm vantagem sobre as máquinas é a inteligência emocional, ou seja, nossa capacidade de estar ciente, controlar e expressar nossos sentimentos e os dos outros. Essa habilidade será importante desde que haja humanos na força de trabalho, pois afeta todas as interações entre eles.

  • 7. Inteligência cultural e diversidade

    As organizações são cada vez mais diversas e funcionários eficientes devem respeitar as diferenças e trabalhar com pessoas de raça, religião, idade, sexo ou orientação sexual diferentes. Além disso, as empresas estão operando cada vez mais além de suas fronteiras, o que significa que é importante que os funcionários sejam sensíveis a outras culturas, idiomas, crenças políticas e religiosas. Colaboradores com forte inteligência cultural e que podem se adaptar a outros que percebem o mundo de maneira diferente também são essenciais no desenvolvimento de produtos e serviços mais inclusivos para uma organização.

  • 8. Habilidades de liderança

    As habilidades de liderança serão fundamentais não apenas para aqueles que estão no topo de uma hierarquia corporativa tradicional, mas também para os indivíduos de toda a empresa que deverão liderar a quarta revolução industrial. Com o suporte das máquinas, haverá mais pessoas em posições de tomada de decisão, sejam líderes de projetos ou de departamentos. Compreender como trazer o melhor e inspirar todos os indivíduos de uma força de trabalho diversificada e distribuída exige fortes habilidades de liderança.

  • 9. Capacidade de julgamento e de tomada de decisões complexas

    As máquinas podem ser capazes de analisar dados a uma velocidade impossível para os seres humanos, mas muitas decisões sobre o que fazer com as informações fornecidas por elas ainda devem ser de nossa responsabilidade. Os humanos, com sua capacidade de receber informações e considerar como as decisões podem impactar a comunidade em geral, incluindo efeitos sobre a sensibilidade humana, como a moral, são membros essenciais da equipe. Portanto, mesmo que os dados apoiem ​​uma decisão, um humano precisa intervir para pensar em como ela poderia impactar outras áreas da empresa, incluindo as pessoas a sua volta.

  • 10. Colaboração

    Quando as empresas forem contratar para a 4ª revolução industrial, serão enfatizadas habilidades exclusivamente humanas, como colaboração e fortes características interpessoais. Elas querem funcionários que possam interagir bem com os outros e ajudar a impulsionar a empresa coletivamente.

1. Alfabetização de dados

Os dados se tornaram o ativo mais importante de toda organização: o “combustível” da 4ª revolução industrial. As empresas que não usarem esse combustível para impulsionar seu sucesso ficarão, inevitavelmente, para trás. Portanto, para tornar os dados valiosos, as empresas devem empregar pessoas com conhecimento e habilidades para transformá-los em valor comercial.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).