Loggi planeja expansão na Europa

Getty Images
A startup está implantando um hub tecnológico em Lisboa, Portugal

A Loggi revelou à Forbes que planeja lançar seu serviço de entregas na Europa. A startup de logística tem investido pesado na implantação de uma rede nacional de centros de distribuição além dos dois locais existentes em São Paulo. O arranjo futuro terá vários formatos, que incluem uma malha de postos de entrega e retirada de itens, por meio de comércios locais.

“Daqui a um ano, queremos atingir todos os municípios brasileiros. O artesão do Amazonas poderá entregar seu produto a alguém em São Paulo muito mais rapidamente e a um custo muito menor,” diz o cofundador da empresa Fabien Mendez.

Quando a rede nacional da Loggi atingir essa capilaridade, um blueprint para expansão, facilmente replicável em outros países, terá sido criado.

A intenção é que o serviço cresça não só na América Latina, mas também no velho continente. Segundo Mendez, um ex-investment banker francês que fundou a Loggi em 2013, é possível que a expansão europeia ocorra em um ano.

A startup está implantando um hub tecnológico em Lisboa, Portugal. Mas isso não quer dizer que a expansão comercial na Europa vá começar por lá.

***

A Loggi atingiu um valuation de US$ 1 bilhão em junho, depois de levantar US$150 milhões de investimento em sua sexta rodada, liderada pelo fundo SoftBank.

A expansão de centros de distribuição foi assinalada como prioridade, bem como a contratação de 1000 desenvolvedores para apoiar as demandas de tecnologia. A empresa desenvolve todo o seu software in-house.

O negócio cresce tanto que a Loggi Tower, o prédio principal da empresa no Brasil, localizado entre a Alameda Santos e a Rua Bela Cintra, em São Paulo, em breve não dará conta de acomodar todos os funcionários. Ou as muitas plantas espalhadas por todo o escritório.

Por conta disso, a empresa acelera discussões com imobiliárias para encontrar um prédio adicional até o final do ano. A ideia é conseguir um imóvel próximo ao escritório existente, pois a proximidade a comércios e transporte público estão entre os principais fatores que a startup crê serem atrativos para futuros colaboradores.

 

Angelica Mari é jornalista especializada em inovação há 18 anos, com uma década de experiência em redações no Reino Unido e Estados Unidos. Colabora em inglês e português para publicações incluindo a FORBES (Estados Unidos e Brasil), BBC, The Guardian e outros. 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).