“Nós vamos vencer”, diz Rainha Elizabeth sobre o surto de coronavírus

ReproduçãoForbes
A monarca agradeceu aos profissionais de saúde do Reino Unido e destacou a gratidão de toda população pelos trabalhadores

A rainha Elizabeth II fez um raro discurso televisionado hoje (5) para apoiar o povo britânico durante o surto de coronavírus. “Vamos superá-lo”, disse,  acrescentando que, embora o isolamento seja difícil, dias melhores virão e “nos encontraremos novamente”.

Todo ano, a rainha Elizabeth faz um discurso de Natal e o pronunciamento de hoje conta apenas como a quarta vez em que ela se dirigiu ao povo britânico fora dos feriados.

Ela agradeceu aos profissionais de saúde do Reino Unido e destacou a gratidão de toda população pelos trabalhadores, “a nação concordará comigo. Isso nos aproxima de um retorno para tempos mais normais.”

A monarca também acrescentou que espera que “todos possam se orgulhar de como responderam a esse desafio”, apesar das dificuldades da quarentena. Além disso, fez uma comparação entre a situação atual e a primeira vez que se dirigiu ao país, aos 16 anos, quando as crianças foram evacuadas por motivos de segurança durante a Segunda Guerra Mundial, dizendo que “as pessoas sentirão uma dolorosa sensação de separação dos entes queridos”, mas esse autoisolamento “é a coisa certa a fazer”.

“Devemos ter o consolo de que, embora ainda tenhamos muito o que enfrentar, dias melhores voltarão. Estaremos com nossos amigos novamente. Estaremos com nossas famílias novamente. Nós nos encontraremos de novo.”

Mais de 48.400 foram diagnosticadas com a Covid-19 e quase 5.000 morreram no Reino Unido até o horário do pronunciamento real, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. A rainha não usou a palavra coronavírus nenhuma vez em seu discurso, mas se referiu a ela como uma doença: “Juntos, estamos enfrentando essa doença”, disse. “Quero tranquilizá-los de que, se permanecermos unidos e resolutos, vamos superá-la.”

VEJA MAIS: Príncipe Charles deixa isolamento após confirmação de coronavírus

A monarca, que completa 94 anos neste mês, reina há 66 anos, e seu discurso hoje foi pré-gravado com muita cautela. A NPR (National Public Radio) informou que um único cinegrafista com equipamento de proteção filmou a rainha no Castelo de Windsor, onde está isolada. O príncipe Charles foi o primeiro membro da realeza a testar positivo para a Covid-19, em 25 de março.

Além do discurso atual, a rainha Elizabeth se dirigiu ao Reino Unido em três eventos fora os feriados nacionais: durante a Guerra do Golfo Pérsico em 1991, antes do funeral da princesa Diana em 1997 e após a morte da rainha mãe em 2002.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).