Novavax recebe doação de US$ 388 milhões para desenvolver vacina contra o coronavírus

Reprodução/Forbes

A Dra. Sonia Macieiewski e a Dra. Nita Patel, diretora de fescoberta de anticorpos e desenvolvimento de vacinas, examinam uma amostra de um vírus respiratório nos laboratórios da Novavax em Rockville, Maryland, em 20 de março de 2020

A empresa de capital aberto Novavax anunciou hoje que receberá até US$ 388 milhões do Cepi (Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemia) para continuar o desenvolvimento e a fabricação do método de prevenção contra a Covid-19.

A organização já tinha recebido US$ 4 milhões do Cepi em março para identificar e fabricar uma vacina contra o coronavírus.

VEJA MAIS: Na corrida por uma vacina contra o coronavírus, Moderna pretende produzir 1 bilhão de doses por ano

No início de abril, a companhia anunciou que havia identificado uma candidata a vacina chamada NVX-CoV2373, que, segundo a Novavax, já demonstrou sucesso em modelos animais.

O potencial produto da empresa é uma “vacina de subunidade”, na qual apenas uma parte do vírus (a proteína de pico) é injetada no organismo para criar anticorpos que podem proteger contra uma infecção por Covid-19.

A Novavax planeja iniciar a primeira fase dos ensaios clínicos em humanos em meados de maio e anunciar os resultados preliminares em julho.

O dinheiro da doação será usado para financiar um teste de segurança que ocorrerá neste mês na Austrália, e para ampliar a infraestrutura de manufatura necessária para fazer 100 milhões de doses da vacina até o final do ano.

Em um comunicado à imprensa, o CEO do Cepi, Richard Hatchett, disse que esse investimento foi o maior da organização. “Nossos programas de pesquisa e desenvolvimento de vacinas estão começando a mostrar progresso, por isso é vital que investamos agora para aumentar a capacidade de fabricação”, disse ele.

A Novavax é uma das muitas empresas que trabalham para criar uma vacina contra a Covid-19. Embora esteja iniciando rapidamente os estudos da primeira fase, ainda está atrás de alguns de seus concorrentes. Na semana passada, a Moderna (que também recebeu apoio financeiro do Cepi) anunciou que havia recebido autorização do governo norte-americano para começar um ensaio clínico de fase 2. A Pfizer fez uma parceria com a empresa alemã BioNTech no desenvolvimento de uma vacina para a qual os estudos em humanos na fase 1 já começaram nos Estados Unidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).