Chinesa Sinopharm diz que vacina contra coronavírus pode estar pronta até final do ano

Empresa espera finalizar os testes em estágio avançado em humanos em três meses.

Blog da Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Potencial vacina contra a Covid-19 pelo grupo chinês Sinopharm pode estar pronta até o final deste ano

Acessibilidade


Uma potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Grupo Farmacêutico Nacional da China (Sinopharm) pode estar pronta para o uso pelo público até o final deste ano, disse a mídia estatal chinesa hoje (22), após expectativas iniciais de que ela estaria disponível em 2021.

O chairman da Sinopharm, Liu Jingzhen, disse à emissora estatal CCTV que a empresa espera finalizar os testes em estágio avançado em humanos em três meses.

Forbes Pitch: 316 pequenas e médias empresas ganham visibilidade com iniciativa da Forbes durante a crise

O China National Biotec Group (CNBG), uma unidade da Sinopharm que é responsável por dois projetos de vacina contra o coronavírus, disse em junho que a vacina não estaria pronta até pelo menos 2021, pois a falta de pessoas infectadas na China tornou difícil testá-la.

Mas desde então a China encontrou locais alternativos para os ensaios no exterior, superando alguns dos obstáculos que enfrenta na corrida global para produzir uma vacina que combata uma pandemia que já matou cerca de 600 mil pessoas em todo o mundo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A vacina experimental da Sinopharm entrou na Fase 3 de ensaios clínicos, envolvendo cerca de 15 mil voluntários e duas variações de vacina, nos Emirados Árabes Unidos.

Uma outra potencial vacina, desenvolvida pela também chinesa Sinovac Biotech, com uma tecnologia similar à da Sinopharm, recebeu aval para ser testada na Fase 3 no Brasil, em um estudo liderado pelo Instituto Butantan iniciado nesta semana.

Uma candidata a vacina desenvolvida por outra empresa chinesa, a CanSino Biologics e pela unidade de pesquisa das Forças Armadas chinesas, que pareceu ser segura e induzir resposta imunológica na maioria dos pacientes em teste de estágio intermediário, também busca oportunidades para conduzir um estudo de Fase 3 fora da China. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: