Dólar renova máximas históricas com expectativa de corte na Selic

Guadalupe Pardo/Reuters
Guadalupe Pardo/Reuters

Às 9:16, o dólar avançava 0,46%, a R$ 5,4345 na venda

O dólar renovou máximas históricas contra o real logo após a abertura hoje (23), chegando a superar R$ 5,46, com expectativas de mais um corte na taxa Selic pressionando a moeda brasileira.

Nesse cenário, pouco depois da abertura, o Banco Central anunciou leilão de swap tradicional de até 10 mil contratos com vencimentos em 3 de agosto de 2020 e 4 de janeiro de 2021.

LEIA MAIS: Dólar bate novo recorde com aposta sobre Selic e exterior

Investidores de todo o mundo também estavam de olho em dados sobre o desemprego nos Estados Unidos, que serão divulgados ainda hoje, à espera de mais pistas sobre o impacto econômico do coronavírus.

Às 9:16, o dólar avançava 0,46%, a R$ 5,4345 na venda, enquanto o contrato mais líquido de dólar futuro caía 0,22%, a R$ 5,452.

Na máxima do dia, minutos após a abertura, o dólar à vista tocou o recorde de R$ 5,4694, reduzindo em seguida a alta após o anúncio do leilão.

Na última sessão, a moeda norte-americana spot fechou em alta de 1,89%, a R$ 5,4094 na venda, novo recorde histórico para encerramento.

O Banco Central fará ainda entre 11h30 e 11h40 de hoje leilão de até 10 mil contratos de swap cambial tradicional para rolagem do vencimento 1º de junho de 2020. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).