Efeitos da Covid-19 levam Yduqs a prejuízo no 2º trimestre

A empresa de educação Yduqs teve prejuízo no segundo trimestre, refletindo maiores provisões para perdas esperadas com calotes e a concessão de maiores descontos a alunos, em meio aos efeitos da Covid-19.

A companhia anunciou ontem (26) que teve prejuízo líquido de R$ 79,5 milhões entre abril e junho, ante lucro de R$ 194,8 milhões um ano antes.

LEIA MAIS: Cade aprova aquisição do Grupo Athenas pela Yduqs

Em termos ajustados, a companhia reportou lucro de R$ 135,9 milhões no trimestre, queda de 30,2% ante mesma etapa de 2019. A previsão média de analistas ouvidos pela Refinitiv apontava para lucro de R$ 150 milhões.

A Yduqs concedeu no período R$ 67,5 milhões em descontos referentes ao programa de bolsas. Em outra frente, as despesas com provisões para inadimplência cresceram 84,4% ano a ano, para R$ 229 milhões.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 111,2 milhões, queda de 67,5%. Segundo a empresa, efeitos não recorrentes tiveram impacto de R$ 215,5 milhões, o que elevaria o total para R$ 326,7 milhões, pouco acima da previsão média de analistas, de R$ 316,5 milhões.

A Yduqs afirmou que o crescimento de 166% do volume de caixa e disponibilidades em 12 meses, para R$ 1,9 bilhão, a deixa em condições de avaliar novas aquisições no setor. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).