Inadimplência da dívida de estatais chinesas desencadeia temores de crise

KarinSlade/GettyImages
KarinSlade/GettyImages

Analistas especularam que o calote sugere que as autoridades estavam voltando a limpar o acúmulo excessivo de dívidas durante a pandemia

Os bancos e gestores de fundos chineses se desfizeram de suas carteiras em títulos corporativos mais arriscados nesta sexta (13), depois que uma série de inadimplências de empresas estatais de alto nível gerou ondas de choque no mercado de títulos corporativos doméstico.

Com o aumento dos rendimentos dos títulos de baixa classificação, analistas especularam que o calote sugere que as autoridades estavam voltando a limpar o acúmulo excessivo de dívidas em uma economia que está emergindo da pandemia de coronavírus.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Uma mineradora chinesa que deixou de pagar sua dívida esta semana cancelou uma reunião de investidores hoje por temer que se tornasse caótica depois que muitos credores aparecessem.

Os investidores tradicionalmente consideram os títulos emitidos por empresas estatais como menos arriscados devido ao apoio do governo.

Mas a recente inadimplência da Yongcheng Coal & Electricity Holding Group e de outros órgãos do governo desencadeou uma liquidação esta semana de dívidas emitidas por empresas estatais, levantando os temores de uma crise de crédito em andamento.

“Depois que o ambiente de crédito é destruído, é muito difícil reconstruir a confiança”, escreveu Qu Qing, analista da Jianghai Securities. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).