Como investir em 2021? Veja os destaques em recomendações para janeiro

B3 (B3SA3) e Vale (VALE3) continuam sendo os ativos com mais indicações pelas carteiras das corretoras e bancos tradicionais.

Artur Nicoceli
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Amanda Perobelli
REUTERS/Amanda Perobelli

B3 (B3SA3), Vale (VALE3) e WEG (WEGE3) são às três mais recomendadas para janeiro

Acessibilidade


O ano começou com a Weg (WEGE3), empresa especializada na fabricação e venda de motores elétricos, transformadores e geradores, conquistando uma grande parcela das indicações das carteiras recomendadas pelas corretoras e bancos. Ao mesmo tempo, a Vale e a B3 também seguem entre os principais ativos indicados pelos especialistas.

Em 2020, o número de investidores na Bolsa de Valores brasileira fechou em 3.229 milhões, um crescimento de 42% comparado com dezembro de 2019. Em 2021, os investidores seguem atentos aos investimentos em renda variável e aos resultados positivos das vacinas contra o coronavírus.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Habib Nascif, CEO da Órama acredita que “em 2021, o bom senso e a cautela continuarão a nos guiar. O mundo e o Brasil têm sérios desafios pela frente. Novas ondas da pandemia não estão descartadas”. A estimativa da Órama é que, com o cenário positivo, o Ibovespa fique entre 120 e 125 mil pontos.

Veja abaixo mais informações sobre as empresas em destaques nas carteiras recomendadas para janeiro de 2021:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Vale (VALE3)

De acordo com a análise feita pelo BTG Pactual, após a tragédia de Brumadinho no início de 2019, a companhia tem criado ações para mudar os rumos da Vale. Com projetos de governança ambiental, social e corporativa (ESG, em inglês), a Vale busca restaurar a credibilidade junto à sociedade.

“Estamos convencidos de que a Vale permanecerá altamente amigável aos acionistas no futuro, com a alta demanda de minérios da China”, destaca a carteira recomendada pelo BTG. O banco de investimentos espera que a companhia tenha o dividend yield de 12% em 2021.

WEG (WEGE3)

A Weg segue como uma das preferências das corretoras e dos investidores, ganhando o destaque de oito das dezoito indicações analisadas pelo Forbes Money. A companhia teve o faturamento de R$ 13,3 bilhões em 2019 e possui filiais em 36 países.

A Toro Investimentos acredita que a Weg tem reportado lucros consistentes, com uma gestão robusta e ganhos eficientes. “Estar posicionada pelo mundo é um diferencial, já que possibilita um crescimento maior na receita empresarial”, cita a corretora.

Magazine Luiza (MGLU3)

De acordo com a Easynvest, a Magazine Luiza é a empresa do setor de varejo e comércio eletrônico mais preparada para “surfar no crescimento do e-commerce brasileiro nos próximos anos”.

A corretora afirma que a Magazine Luiza compreendeu, antes de suas concorrentes, a importância da integração do mundo físico com o digital, garantindo vantagens para apresentar um crescimento significativo. A companhia se tornou uma referência em omnichannel, estratégia que buscar unificar diversos meios de comunicação para melhorar a experiência do usuário.

O Forbes Money avaliou dezoito recomendações de corretoras e instituições financeiras para compilar os papéis mais recomendados em janeiro de 2021.

B3 (B3SA3) – 13
Vale (VALE3) – 9
Weg (WEGE3) – 8
Magazine Luiza (MGLU3) – 6
Banco do Brasil (BBAS3) – 5
Petrobras (PETR4) – 5
Eneva (ENEV3) – 4
Minerva (BEEF3) – 4
Via Varejo (VVAR3) – 4
Cyrela (CYRE3) – 3
Petz (PETZ3) – 3
Itaúsa (ITSA4) – 3
Natura&Co (NTCO3) – 3
Ambev (ABEV3) – 3
Bradesco (BBDC4) – 3
Itau (ITUB4) – 2
Renner (LREN3) – 2
BFR (BRFS3) – 2
Centauro (CNTO3) – 2
Suzano (SUZB3) – 2

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: