Câmara conclui votação da PEC Emergencial, que deve ser promulgada sem voltar ao Senado

Rmcarvalho/GettyImages
Rmcarvalho/GettyImages

O presidente da Câmara espera que a promulgação da proposta seja a mais rápida possível, já que os deputados fizeram apenas algumas exclusões no texto

A Câmara dos Deputados concluiu na madrugada de hoje (12) a votação da PEC Emergencial, e uma análise da consultoria da Casa deve recomendar a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição sem a necessidade de retorno ao Senado, de acordo com a Agência Câmara.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse esperar que a promulgação da proposta seja a mais rápida possível, uma vez que os deputados fizeram apenas algumas exclusões no texto. Por isso, a Agência Câmara informou que o parecer da consultoria da Câmara deve ser pelo encaminhamento da PEC diretamente à promulgação, sem necessidade de voltar ao Senado.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A PEC estabelece condições para a concessão do auxílio emergencial aos vulneráveis atingidos pela pandemia em um montante de até de R$ 44 bilhões por fora das regras fiscais em 2021, e também traz gatilhos a serem acionados para conter despesas públicas. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).