Ibovespa opera em alta com valorização do petróleo e exterior positivo

O Ibovespa opera em alta de 0,41% aos 113.920 pontos na manhã de hoje (24), seguindo o movimento de recuperação nos preços do petróleo e nos índices futuros em Wall Street. Os preços do petróleo são impulsionados por especulações de que um navio encalhado no Canal de Suez (bloqueando o trânsito de mais de 100 outros navios) prejudique a oferta global da commodity.

“O suporte aos preços vem como cortesia do bloqueio ao transporte”, disse Stephen Brennock, da corretora PVM. “Mesmo assim, o sentimento do mercado provavelmente ainda vai sofrer para sair dessa nova tendência baixista”.

Desde a última semana, os preços da commodity são afetados por preocupações de recuo na demanda com novos lockdowns e restrições na Europa. O petróleo Brent subia 2,04% para US$ 62,03 o barril, às 8h14, horário de Brasília, enquanto o petróleo dos Estados Unidos avançava 2,2%, a US$ 59,03 por barril.

O otimismo na sessão é suportado ainda por dados indicando recuperação econômica na zona do Euro em março. O PMI Composto preliminar do IHS Markit ficou acima da marca de 50, que separa crescimento de contração, ao chegar a 52,5 em março, ante 48,8 em fevereiro, nível mais alto desde o final de 2018. A recuperação foi impulsionada pelas atividade industrial, compensando a contínua desaceleração no setor de serviços.

No noticiário doméstico, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem, por 3 votos a 2, pela suspeição do ex-juiz Sergio Moro na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá. Analistas avaliam que o resultado, no entanto, deve ter pouco impacto na Bolsa brasileira no pregão de hoje, uma vez que a notícia já foi precificada pelo mercado.

No radar dos investidores está ainda a votação do orçamento federal na Comissão Mista do Orçamento. Com meses de atraso, o texto deve ser apreciado em plenário até o fim desta semana, embora parlamentares ainda negociem mudanças no projeto.

Entre os destaques corporativos do dia, o Carrefour Brasil anunciou hoje um acordo para a aquisição do Grupo BIG por R$ 7,5 bilhões, expandindo a presença da unidade brasileira do grupo francês em regiões como o Nordeste e o Sul do país.

O dólar trabalha em leve queda contra o real nesta quarta-feira, recuando 0,07% e negociado a R$ 5,51 na venda, com a perspectiva de um ciclo de elevação de juros pelo Banco Central e o avanço da pandemia no Brasil concentrando a atenção dos investidores, que também seguem de olho nos desdobramentos em torno da votação do orçamento de 2021.

Em Nova York, os contratos futuros dos principais benchmarks do mercado indicam recuperação das ações no pregão regular. Os investidores seguem atentos na sessão a dados sobre a atividade industrial e no setor de serviços, com divulgação prevista para a manhã de hoje. Às 10h13, horário de Brasília, o S&P 500 futuro ganhava 0,29% aos 3.911 pontos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).