Plano tributário de Biden troca subsídios a combustível fóssil por incentivos a energia limpa

Kevin Lamarque/GettyImages
Kevin Lamarque/GettyImages

A medida fiscal aumentaria as receitas do governo em mais de US$ 35 bilhões na próxima década

O governo do presidente norte-americano, Joe Biden, divulgou hoje (7) um plano tributário que substituiria alívio fiscal para empresas de combustíveis fósseis por incentivos à produção de energia limpa, informou o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

A proposta faz parte de um plano mais amplo de tributos que inclui aumento da alíquota do imposto de renda corporativo de 21% para 28%, com objetivo de ajudar a financiar o megapacote de infraestrutura de mais de US$ 2 trilhões apresentado por Biden.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Um escritório do Departamento do Tesouro estimou que a eliminação dos subsídios para as empresas de combustíveis fósseis aumentaria as receitas fiscais do governo em mais de US$ 35 bilhões na próxima década. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).