CFO da ByteDance será o novo CEO do TikTok

SOPAImages/Getty Images
SOPAImages/Getty Images

Eleição do novo CEO pode ser um sinal de que a ByteDance não está preocupada de que Biden siga os passos de Trump

O CFO (chief financial officer) da ByteDance, Shouzi Chew, será o novo CEO do TikTok. A empresa está passando por um período de planejamento depois do drama vivido no verão passado nos Estados Unidos, sob a administração de Donald Trump.

O TikTok, que pertence à ByteDance, estava sem CEO desde que Kevin Mayer se demitiu em meio à disputa com a Casa Branca, em agosto de 2020. Na época, Vanessa Pappas, que dirigia os negócios da empresa na América do Norte, tornou-se interina. Agora, com a liderança de Chew, a executiva passa a ocupar a posição de diretora operacional da companhia.

LEIA MAIS: Como os usuários do Tik Tok estão espalhando fake news sobre o coronavírus

Chew é uma aquisição recente da ByteDance, tendo ingressado na companhia há apenas um mês. Anteriormente, ele atuou como executivo e CFO da Xioami Technology, a gigante de capital aberto dos smartphones que o Departamento de Defesa dos EUA incluiu recentemente na lista de empresas inimigas sob com o argumento de ter ligações com os militares chineses. Formado em Harvard, o executivo começou sua carreira no Goldman Sachs no início dos anos 2000.

Chew estará à frente do TikTok num momento crucial para a companhia. O aplicativo de mídia social cresceu e atingiu centenas de milhões de usuários ao mesmo tempo em que revolucionou a indústria e acirrou a competição feroz com Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat.

Por enquanto, não está claro se a Casa Branca, sob as ordens de Biden, seguirá os esforços de Trump para forçar a venda do TikTok. A empresa bloqueou com sucesso os movimentos do ex-presidente norte-americano no outono passado por meio de uma série de vitórias nos tribunais.

Trump fez as primeiras exigências para que o TikTok fosse vendido em agosto, dando apenas um pouco mais de um mês para que a operação fosse concretizada. Isso fez com que a empresa vivesse semanas frenéticas e anunciasse, em setembro, um acordo com Oracle e o Walmart, embora os detalhes não tenham sido revelados. Mas o negócio nunca foi concluído e permanece no limbo desde então.

Chew é uma escolha diferente de Mayer, um ex-executivo da Disney visto como um rosto amigo dos norte-americanos que poderia fazer o meio de campo entre a China e o Ocidente. A eleição do novo CEO parece um sinal de que a ByteDance não está preocupada que a administração de Biden siga os passos de Trump, bem como uma indicação de que a empresa poderia, em breve, conduzir seu IPO (Oferta Pública de Ações, da sigla em inglês) usando a experiência do CFO.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).