China afirma que vai assegurar estabilidade em mercados de ferrosos

Muyu Xu/Reuters
Muyu Xu/Reuters

Os preços dos mercados de aço e minério de ferro dispararam de 30% a 40% em 2021

O órgão chinês de planejamento estatal disse hoje (18) que tomará medidas para estabilizar os mercados de aço e minério de ferro e que espera que a alta de preços no portão das fábricas no país tenha alívio no segundo semestre, com os preços das commodities voltando a ficar mais ligados a fundamentos.

Medidas de estímulos devido à pandemia impulsionaram uma recente alta das commodities, aumentando a lucratividade de companhias no início da cadeia de suprimento, mas afetando negativamente o desempenho de indústrias mais abaixo, disse Jin Xiandong, porta-voz da NDRC (Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma) em coletiva de imprensa online.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O PPI (Índice de Preços ao Produtor) na China cresceu ao ritmo mais rápido em mais de três anos em abril, guiado por um forte salto nos metais ferrosos, petróleo e outros. “A alta no PPI pode aumentar mais nos próximos meses, com efeitos dos preços globais e da base de comparação menor há um ano atrás”, disse Jin.

Mas o índice deve esfriar no segundo semestre, com os preços das commodities “gradualmente retornando aos fundamentos de oferta e demanda”, acrescentou ele.

O órgão estatal afirmou que tem trabalhado em conjunto com o regulador de mercado para observar os mercados de aço e minério de ferro, nos quais os preços dispararam de 30% a 40% em 2021.

Reguladores em Xangai e no polo siderúrgico de Tangshan alertaram usinas locais na semana passada contra eventuais práticas de manipulação de preços, conluio e outras irregularidades, afirmando que poderiam fechar empresas que estejam desrespeitando regras no mercado.

Para garantir o fornecimento de minério de ferro, principal ingrediente da siderurgia e no qual a China depende fortemente de importações, o órgão de planejamento disse que a China intensificará a exploração de minas domésticas e o desenvolvimento de projetos existentes. A China também incentiva as empresas a desenvolverem “de forma ativa e prudente” minas de minério de ferro no exterior enquanto expandem os canais de importação, disse Jin. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).