Do Chelsea ao Manchester City: 10 bilionários que também são donos de clubes de futebol

Getty Images/Anton Novoderezhkin
Getty Images/Anton Novoderezhkin

Roman Abramovich, magnata russo que comanda o clube de futebol inglês Chelsea, tem uma fortuna de US$ 15,2 bilhões

Neste final de semana, o assunto da vez é a final da Champions League. Mais do que um campeonato europeu, o evento mobiliza admiradores de futebol ao redor do mundo inteiro, o que é completamente compreensível quando se observa o poder que o esporte construiu ao longo das últimas décadas. O fato de os melhores jogadores e treinadores do mundo estarem nos times europeus não é o único motivo desse sucesso. Por trás de tudo, também há o movimento dos bilionários.

Nos últimos anos, magnatas de diversos setores e países decidiram explorar o futebol como um negócio e começaram a investir em clubes – a maioria, é claro, na Europa. De xeques árabes a empresários de renome, eles mudaram a estrutura dos times europeus graças à enorme capacidade de investimento e alimentaram discussões sobre o fair play financeiro – uma espécie de controle de gastos para grandes clubes da UEFA (União das Federações Europeias de Futebol).

LEIA MAIS: Dia Internacional da Família: os 10 clãs mais ricos do Brasil

No dia da final da Champions League, listamos 15 bilionários que, além de suas atividades principais, também são proprietários de clubes de futebol em todo o mundo. Os próprios times que estão disputando a decisão do campeonato, Manchester City e Chelsea, são comandados por grandes magnatas.

O xeque Mansour Bin Zayed Al Nahyan, membro da família real dos Emirados Árabes, está à frente do Manchester City desde 2008 e, embora seja bilionário, não está listado no ranking em tempo real da Forbes – não há controle sobre ganhos e perdas de sua fortuna. Sua família, que comanda Abu Dhabi desde 1700, nos últimos 100 anos chegou a possuir 10% de todas as reservas de petróleo conhecidas ao redor do mundo. Segundo estimativas da imprensa internacional, o xeque tem uma fortuna estimada em R$ 171 bilhões, mas, por falta de mecanismos que tornem possível a confirmação do patrimônio, ele não figura na lista.

Já Roman Abramovich, magnata russo que comanda, desde 2003, o clube de futebol inglês Chelsea, está presente no ranking em tempo real com uma fortuna de US$ 15,2 bilhões. Dono de uma imagem polêmica ligada à máfia russa, o bilionário fez a maior parte de sua fortuna quando o preço das commodities valorizou no fim da União Soviética. Grande investidor de empresas voltadas à mineração e petrolíferas, ele é um dos pioneiros na indústria do futebol.

Entre Emirados Árabes e Rússia, o Brasil decidiu não ficar de fora dessa brincadeira. Flavio Augusto da Silva, com um patrimônio estimado em R$ 1,3 bilhão pelo ranking da Forbes Brasil de 2020, tornou-se sócio majoritário do Orlando City SC – que inclui os times Orlando City (da MLS, Major League Soccer, a liga de futebol) e Orlando Pride (da NWSL, National Women’s Soccer League, liga de futebol feminino) – em 2013, ao investir R$ 240 milhões em valores de aquisição e aporte do caixa. Após impulsionar o time no mercado futebolístico norte-americano, o bilionário brasileiro confirmou, no último mês, a venda do grupo para a família Wilf, dona do Minnesota Vikings. “Olhando para trás, estou orgulhoso de tudo que realizamos durante minha gestão”, destacou ele em um comunicado no início de maio.

A indústria do futebol tomou força e trilha um novo futuro para o esporte. Juntos, os 15 bilionários listados pela Forbes Brasil possuem uma fortuna estimada em US$ 157,6 bilhões.

Veja, na galeria de imagens abaixo, 10 bilionários donos de times de futebol ao redor do mundo:

  • 1. François Pinault

    Fortuna: US$ 56,3 bilhões

    Time: Rennes

    Nacionalidade: francês

    Getty Images/Catherine Steenkeste
  • 2. Dietrich Mateschitz

    Fortuna: US$ 28,6 bilhões

    Time: Red Bull

    Nacionalidade: austríaco

    Getty Images/David Geieregger
  • 3. Roman Abramovich

    Fortuna: US$ 15,2 bilhões

    Time: Chelsea

    Nacionalidade: russo

    Getty Images/Anton Novoderezhkin
  • 4. Philip Anschutz

    Fortuna: US$ 10,2 bilhões

    Time: Los Angeles Galaxy

    Nacionalidade: norte-americano

    Getty Images/Shaun Clark
  • 5. Joseph Tsai

    Fortuna: US$ 11,1 bilhões

    Time: Los Angeles FC

    Nacionalidade: canadense

    Getty Images/CNBC
  • 6. Stanley Kroenke

    Fortuna: US$ 8,2 bilhões

    Time: Arsenal

    Nacionalidade: norte-americano

    Getty Images/John McCoy
  • 7. Rocco Comisso

    Fortuna: US$ 7,4 bilhões

    Time: Fiorentina

    Nacionalidade: norte-americano

    Getty Images/Jonathan Moscrop
  • 8. Arthur Blank

    Fortuna: US$ 7 bilhões

    Time: Atlanta United FC

    Nacionalidade: norte-americano

    Getty Images/Todd Kirkland
  • 9. Robert Kraft

    Fortuna: US$ 6,9 bilhões

    Time: New England Revolution

    Nacionalidade: norte-americano

    Getty Images/Maddie Meyer
  • 10. Dmitry Rybolovlev

    Fortuna: US$ 6,7 bilhões

    Time: Mônaco

    Nacionalidade: russo

    Getty Images/Xavier Laine

1. François Pinault

Fortuna: US$ 56,3 bilhões

Time: Rennes

Nacionalidade: francês


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).