Ibovespa segue Nova York e fecha em queda com commodities e ata do Fed

O Índice Bovespa terminou em queda de 0,28% aos 122.636 pontos a sessão desta quarta-feira (19), acompanhando o desempenho negativo das ações em Wall Street em um dia de aversão aos ativos de riscos, recuo nas commodities e cautela generalizada nos mercados.

“O Ibovespa mais uma vez não foi capaz de romper o topo intermediário em 123 mil pontos”, destacou o analista da Clear Corretora, Rafael Ribeiro, afirmando que a Bolsa seguiu a correção em Nova York e sofreu com a queda do minério de ferro na China.

As atenções do dia estiveram centradas na divulgação da ata da reunião de abril do Federal Reserve. No documento, os membros do banco central dos Estados Unidos reforçaram a postura de manutenção dos estímulos à economia, apostando que o salto inesperado na inflação ao consumidor no último mês se deve a forças temporárias e que o mercado de trabalho norte-americano ainda precisa de tempo para uma recuperação sustentável.

Alguns dos membros do comitê, no entanto, demonstraram-se prontos para começar a avaliar mudanças na condução da política monetária do país em função do rápido e contínuo progresso da reabertura com as vacinações. Declarações mais recentes de autoridades do Fed, feitas após a reunião, indicaram que os dados de emprego de abril consolidaram a visão de que ainda é cedo demais para se discutir mudanças nas compras mensais de US$ 120 bilhões em títulos pelo Fed.

“A sinalização de que o Fed pode diminuir o ritmo de compra de ativos gerou um efeito de realização nos mercados que também chegou por aqui”, explica Júlia Aquino, especialista de investimentos da Rico.

No fechamento, o Dow Jones perdeu 0,48% aos 33.896 pontos, o S&P 500 recuou 0,29% aos 4.115 pontos e o Nasdaq terminou em baixa de 0,03% aos 13.299 pontos.

O dólar saltou 1,13% nesta quarta-feira e fechou negociado a R$ 5,3129 na venda, impulsionado por um movimento global de fortalecimento da divisa norte-americana após o banco central dos Estados Unidos oferecer o primeiro sinal acerca de discutir uma redução nos estímulos.

Contribuindo para um clima de aversão a risco nesta quarta-feira, o bitcoin e o ether registraram a maior perda diária desde março do ano passado, na esteira da decisão da China de proibir instituições financeiras e de pagamento de fornecer serviços de criptomoedas.

No contexto político doméstico, o mercado acompanhou hoje o depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na CPI da Covid no Senado. Pazuello afirmou que a pasta respondeu a ofertas da Pfizer inúmeras vezes ao longo das negociações sobre vacinas do laboratório, contrariando o executivo da empresa que disse ter ficado sem resposta para propostas enviadas ao governo brasileiro.

Pazuello se dispôs a oferecer todas as comunicações entre o ministério e a empresa. Na sequência, lembrou que não tem mais acesso aos documentos do Ministério da Saúde e recomendou que a CPI solicitasse os arquivos. O depoimento foi suspenso após o ex-ministro passar mal no fim da tarde. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).