9 bilionários brasileiros que fizeram fortuna no setor de educação

Empresários por trás de grupos como Objetivo e Cruzeiro do Sul são alguns dos que aparecem na lista da Forbes; juntos, os nove possuem patrimônio avaliado em R$ 29,92 bilhões.

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:
Arte / Forbes
Arte / Forbes

Janguiê Diniz, Chaim Zaher, Flávio Augusto da Silva são alguns dos bilionários do setor de educação elencados na lista da Forbes

Acessibilidade


O setor de educação não é o que possui o maior número de representantes na lista de bilionários da Forbes. Na verdade, dos 315 nomes elencados, apenas nove construíram suas fortunas no segmento, número expressivamente menor que o do setor financeiro, que lidera o ranking com 43 bilionários. Ainda assim, dos 56 segmentos listados, os bilionários de educação ocupam o 11° lugar, com fortuna conjunta estimada em R$ 29,92 bilhões.

No topo do ranking do setor está João Carlos Di Genio, que ocupa a 77ª posição na lista geral. Genio fundou um pequeno curso preparatório para vestibulares quando ainda era estudante de medicina, em 1965, ao lado dos médicos Drauzio Varella, Roger Patti e Tadasi Itto (não listados).

LEIA MAIS: Os 10 bilionários mais jovens do Brasil

Com o tempo, o curso abriu novas unidades e se transformou no Colégio Objetivo. Também foram criadas as Faculdades Objetivo (que mais tarde formariam a Unip) e o Colégio Objetivo Júnior. Genio é dono ainda do Grupo Mix de Comunicação e um dos maiores proprietários de imóveis na capital paulista. Seu patrimônio é avaliado pela Forbes em R$ 7 bilhões.

A fortuna de Oto de Sá Cavalcante, outro brasileiro que aparece no ranking, também vem da educação. O empresário e sua família controlam a Arco Educação, que em 2018 abriu o capital na Nasdaq, nos Estados Unidos. Oto é o principal acionista da companhia, com patrimônio avaliado em R$ 4,7 bilhões, seguido por seu filho Ari Neto, atual CEO.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Entre as marcas controladas pela Arco estão as redes COC e Dom Bosco, antes pertencentes ao grupo SEB (Sistema Educacional Brasileiro), fundado por Chaim Zaher.

Zaher nasceu no Líbano e foi um dos pioneiros na educação particular no Brasil. Com fortuna atualmente estimada em R$ 3,4 bilhões, ele controla hoje a operação nacional da rede canadense Mapple Bear. Em 2017, vendeu sua participação na Estácio.

O segmento conta também com o grupo Cruzeiro do Sul, que traz dois nomes à lista de bilionários: Fábio Ferreira Figueiredo e Renato Padovese, empatados na 270ª posição, com fortuna de R$ 1,3 bilhão cada.

Figueiredo e Padovese são copresidentes da Cruzeiro do Sul e filhos, respectivamente, de Hermes Figueiredo e Gilberto Padovese, que fundaram o grupo. Hermes faleceu em abril de 2021 aos 83 anos. Já Gilberto morreu em 2011, aos 74 anos. Em fevereiro deste ano, a companhia fez IPO na Bolsa de Valores brasileira.

A 89ª edição da revista Forbes está disponível para download no aplicativo com a versão completa da exclusiva lista de bilionários brasileiros. Veja a seguir quem são os mais ricos do setor de educação representados na lista de 2021:

  • João Carlos Di Genio
    Patrimônio: R$ 7 bilhões
    Posição no ranking: 77ª
    Fonte de Fortuna: Objetivo
    Idade: 82 anos

    Arte / Forbes
  • Oto de Sá Cavalcante e família
    Patrimônio: R$ 4,7 bilhões
    Posição no ranking: 100ª
    Fonte de Fortuna: Arco Educação
    Idade: 73 anos

    Arte / Forbes
  • Nicolau Carvalho Esteves e família
    Patrimônio: R$ 4,2
    Posição no ranking: 115ª
    Fonte de Fortuna: Afya Educacional
    Idade: 70 anos

    Arte / Forbes
  • Chaim Zaher e família
    Patrimônio: R$ 3,4 bilhões
    Posição no ranking: 129ª
    Fonte de Fortuna: SEB
    Idade: 72 anos

    Guto Nobrega
  • José Janguiê Bezerra Diniz
    Patrimônio: R$ 3,25 bilhões
    Posição no ranking: 142ª
    Fonte de Fortuna: Ser Educacional
    Idade: 57 anos

    Arte / Forbes
  • Carlos Wizard Martins e família
    Patrimônio: R$ 3,2 bilhões
    Posição no ranking: 143ª
    Fonte de Fortuna: Wizard
    Idade: 65 anos

    Arte / Forbes
  • Fábio Ferreira Figueiredo e família
    Patrimônio: R$ 1,3 bilhão
    Posição no ranking: 270ª
    Fonte de Fortuna: Cruzeiro do Sul
    Idade: ND

    Arte / Forbes
  • Renato Padovese e família
    Patrimônio: R$ 1,3 bilhão
    Posição no ranking: 270ª posição
    Fonte de Fortuna: Cruzeiro do Sul
    Idade: ND

    Arte / Forbes
  • Flávio Augusto da Silva
    Patrimônio: R$ 1,3 bilhão
    Posição no ranking: 270ª
    Fonte de Fortuna: WiseUp
    Idade: 49 anos

    Divulgação

João Carlos Di Genio
Patrimônio: R$ 7 bilhões
Posição no ranking: 77ª
Fonte de Fortuna: Objetivo
Idade: 82 anos

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: