Sigma Lithium, produtora de lítio, estreia na Nasdaq

Reprodução
Reprodução

Empresa vê como próximo desafio a neutralização de suas emissões de carbono até 2024

A empresa canadense Sigma Lithium, que produz baterias de lítio sustentáveis para carros elétricos, começou a ser negociada hoje (13) na Nasdaq, com o ticker SGML. Antes de entrar no mercado de ações dos Estados Unidos, a empresa já era negociada na TSX Venture Exchange, no Canadá.

Cerca de 45% das ações da empresa estão na Nasdaq, e operam em alta de 1,24%, às 16:15h do horário de Brasília.

LEIA MAIS: Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A companhia tem suas operações de extração de lítio na Grota do Cirilo, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, com uma unidade-piloto. A produção comercial deve começar em 2022, com cerca de 220 mil toneladas de concentrado de lítio produzidas por ano. No total, a empresa tem quatro propriedades de mineração, todas localizadas no estado, e com acesso a rodovias e portos para escoar sua produção para a Ásia, Europa e América do Norte.

Fundada em 2012, a Sigma Lithium afirma buscar maneiras de tornar as suas operações mais sustentáveis, seguindo os princípios de ESG (referentes a critérios ambientais, sociais e de governança), e utilizando energia limpa e químicos não danosos ao meio ambiente.

“Nós fomos considerados pioneiros quando trouxemos responsabilidades ambientais, sociais e de diversidade como nosso foco estratégico. Hoje, nós estamos muito felizes em testemunhar indústrias inteiras se movendo na mesma direção”, afirmou Ana Cabral Gardner, sócia-diretora da Sigma, em comunicado.

O próximo desafio da empresa, segundo a executiva, é neutralizar as suas emissões de carbono até 2024.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).