Cade estende prazos para que a Petrobras venda refinarias

O novo cronograma é de acesso restrito às partes.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Os royalties incidem sobre o valor da produção do campo de petróleo ou gás e são pagos mensalmente, como compensação financeira devida pelas concessões de exploração e produção

Acessibilidade


O Tribunal do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) estendeu hoje (23) os prazos para que a Petrobras venda as refinarias que integram o acordo firmado com a autarquia, visando estimular a concorrência no mercado de refino de petróleo.

A revisão do cronograma envolve os desinvestimentos de ativos previstos no acordo e ainda não realizados pela Petrobras, disse o Cade em nota.

LEIA TAMBÉM: 3R Petroleum nega que tenha apresentado proposta por polo Bahia Terra da Petrobras

“A estatal apresentou ao Cade pedido de readequação dos prazos de vendas, tendo em vista as conjunturas econômicas internas e externas que impactam o setor, bem como o desenvolvimento das negociações referentes aos próprios ativos”, acrescentou.

O novo cronograma para a venda das refinarias é de acesso restrito às partes para não prejudicar a negociação dos ativos a serem desinvestidos, informou o conselho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: