Ibovespa volta a subir com avanço nas negociações entre Rússia e Ucrânia

No cenário local, investidores repercutem a troca na presidência da Petrobras, que parece ter sido bem recebida pelo mercado.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa opera em alta de 0,67% na abertura do pregão de hoje (29), a 119.662 pontos, às 10h10, horário de Brasília. O índice acompanha o exterior e reage aos sinais de avanço nas negociações de paz entre Rússia e Ucrânia, que foram retomadas na manhã de hoje em Istambul.

A Rússia informou que irá reduzir drasticamente sua atividade militar em Kiev e Chernihiv, enquanto a Ucrânia propôs adotar uma posição de neutralidade, o que significa que não se juntará a alianças militares ou hospedará bases militares.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A proposta também incluiu um período de consulta de 15 anos sobre o status da Crimeia, que foi anexada pela Rússia, e que só poderá entrar em vigor no caso de um cessar-fogo completo. Os negociadores divulgarão ainda hoje um documento com as conclusões do encontro.

O petróleo Brent recua mais de 5%, sendo negociado a US$ 103 o barril, enquanto o minério de ferro subiu 0,5%, na esperança de um apoio político adicional para sustentar a China, que agora luta contra um surto de Covid-19.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os papéis da Petrobras (PETR3 e PETR4) sobem 1,17% e 1,68%, respectivamente. Os investidores domésticos continuam a repercutir a troca na presidência da estatal, e a indicação de Adriano Pires foi, a princípio, bem recebida pelo mercado.

Ainda no cenário local, o Ministério do Trabalho e Previdência divulgou hoje o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que mostrou que o Brasil abriu 328.507 vagas formais de trabalho em fevereiro. O resultado veio bem acima da criação líquida de 210 mil postos projetada por analistas em pesquisa Reuters.

O dólar opera em queda de 0,25%, sendo negociado a R$ 4,7597 na venda.

Na Europa, os principais índices operam em alta, refletindo o otimismo global sobre as negociações de paz no Leste Europeu. O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que as discussões de hoje renderam o progresso mais significativo desde o início da guerra.

Por volta das 10h25, o Stoxx 600 ganhava 1,97%; na Alemanha, o DAX subia 3,06%; na França, o CAC 40 operava em alta de 3,45%; na Itália, o FTSE MIB ganhava 3,12%; enquanto, no Reino Unido, o FTSE 100 avançava 1,14%. (Com Reuters)

Na Ásia, o mercado acionário chinês fechou em queda, após um lockdown contra a Covid-19 na cidade mais populosa do país pesar sobre a perspectiva de crescimento econômico.

Xangai reforçou nesta terça-feira a primeira fase de um lockdown de dois estágios, pedindo a seus moradores que fiquem em casa, a menos que sejam testados. O centro financeiro chinês, que abriga 26 milhões de pessoas, está em seu segundo dia de isolamento social.

Embora o número de casos na cidade permaneça modesto para os padrões mundiais – um recorde de 4.381 casos assintomáticos e 96 casos sintomáticos ontem -, a cidade se tornou um campo de testes para a estratégia “tolerância zero” da China.

Enquanto isso, o mercado acionário de Hong Kong fechou em alta, impulsionado por ganhos nas empresas de tecnologia.

O Hang Seng, de Hong Kong, subiu 1,12%; e o BSE Sensex, de Mumbai, fechou o dia em alta de 0,61%. Já no Japão, o índice Nikkei ganhou 1,10%, enquanto o Shangai, na China continental, caiu 0,33%.

Compartilhe esta publicação: