Atividade de serviços nos EUA desacelera em abril, mostra ISM

O instituto informou hoje (4) que seu índice de atividade não-manufatureira caiu para 57,1 no mês passado.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Hannah Beier/Reuters
Hannah Beier/Reuters

Funcionário de bar serve bebida em estabelecimento na Filadélfia, EUA

Acessibilidade


O crescimento do setor de serviços dos Estados Unidos desacelerou inesperadamente em abril, com contração do emprego pela segunda vez neste ano, enquanto uma medida dos preços de insumos disparou para patamar recorde.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou hoje (4) que seu índice de atividade não-manufatureira caiu para 57,1 no mês passado, de 58,3 em março.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Economistas consultados pela Reuters projetavam leitura de 58,5. Leitura acima de 50 indica expansão no setor de serviços, que responde por mais de dois terços da atividade econômica dos Estados Unidos.

A desaceleração reflete restrições persistentes de oferta, que foram agravadas por novos lockdowns contra a Covid-19 na China e a guerra entre Rússia e Ucrânia.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Divulgada após pesquisa do ISM na segunda-feira que mostrou crescimento da manufatura no ritmo mais fraco em mais de um ano e meio em abril, a desaceleração no setor de serviços pode ser um potencial sinal vermelho para a economia.

Compartilhe esta publicação: