EUA proíbem investidores de comprar dívida e ações da Rússia no mercado secundário

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


WASHINGTON (Reuters) – O Departamento do Tesouro dos EUA proibiu gestores de recursos do país de comprar dívida e ações russas em mercados secundários, na mais recente sanção a Moscou por sua invasão da Ucrânia e que se soma ao banimento já adotado de compra de novas emissões.

Apesar das amplas sanções de Washington nos últimos meses, os americanos ainda podiam negociar centenas de bilhões de dólares em ativos russos já em circulação nos mercados secundários.

“Consistente com nosso objetivo de negar à Rússia os recursos financeiros necessários para continuar sua guerra brutal contra a Ucrânia, o Tesouro deixou claro que os norte-americanos estão proibidos de fazer novos investimentos em favor da Rússia, inclusive por meio de compras no mercado secundário”, disse um porta-voz do Tesouro nesta terça-feira.

O Tesouro, em orientação publicada na segunda-feira, disse que as ordens executivas que impõem medidas restritivas a Moscou “proíbem os norte-americanos de comprar títulos de dívida e ações novos e existentes emitidos por uma entidade na Federação Russa”.

(Por Daphne Psaledakis e Marc Jones)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: