Com plataforma de IA, Nvidia se propõe a massificar o uso de avatares

Espera-se que, até 2025, a receita acumulada com a tecnologia movimente bilhões de dólares, sistemas de reconhecimento e classificação de imagens chegarão a mais de US$ 8 bilhões.

Andressa Barbosa
Compartilhe esta publicação:
Oscar Wong/Getty Images
Oscar Wong/Getty Images

O Nvidia Omniverse Avatar possibilita a existência de assistentes baseados em inteligência artificial capazes de conversação em tempo real (Crédito: Getty Images)

Acessibilidade


A Nvidia lançou nesta semana, dentre uma série de tecnologias, plataformas que permitem a criação de avatares baseados em inteligência artificial. O Omniverse Avatar conecta as tecnologias da empresa em sistemas de fala, visão computacional, compreensão da linguagem natural, mecanismos de recomendação e tecnologias de simulação. Os avatares criados na plataforma são personagens interativos com gráficos 3D que podem ver, falar, conversar sobre vários assuntos e compreender a intenção falada de forma natural. 

LEIA TAMBÉM: Muito além do conceito, metaverso já movimenta negócios bilionários

“O Omniverse Avatar combina os gráficos, a simulação e a inteligência artificial para fazer algumas das aplicações em tempo real mais complexas já criadas. Os casos de uso de robôs colaborativos e assistentes virtuais são incríveis e de amplo alcance.” afirma Jensen Huang, fundador e CEO da Nvidia. Em seu discurso no Nvidia GTC, evento proprietário da empresa, Huang compartilhou vários exemplos do uso do Omniverse Avatar.

As estimativas de impacto econômico da inteligência artificial nos negócios são cada vez maiores. Espera-se que, até 2025, a receita acumulada com a tecnologia movimente bilhões de dólares. Sistemas de reconhecimento e classificação de imagens chegarão a mais de US$ 8 bilhões, enquanto tecnologias de melhoria de desempenho por algoritmo ultrapassarão US$ 7,5 bilhões. Na área de saúde, destaque principal para sistemas de processamento eficientes e escaláveis de dados de pacientes, previstos para totalizarem mais de US$ 7,3 bilhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: