Prada e Guerlain lançam coleções de NFTs com foco em sustentabilidade

As duas marcas estão associando os tokens não fungíveis a estratégias de sustentabilidade baseadas em reflorestamento e novas práticas

Andressa Barbosa
Compartilhe esta publicação:
Reprodução

A primeira série de NFTs da Prada foi oferecida gratuitamente com a compra de uma camisa física por US$ 1.300 (R$ 7.024)

Acessibilidade


A Prada e a Guerlain estão em busca de novas estratégias que conectem NFTs a projetos sustentáveis. A Prada lançou sua segunda coleção em NFT na semana passada, com 50 peças físicas que ficaram disponíveis por 24 horas e fazem parte de uma série limitada de designs de arquivo. A coleção reforça a conscientização em torno do tema circularidade que tem sido uma das premissas da Prada nos últimos dois anos.

A primeira série de NFTs foi oferecida gratuitamente com a compra de uma camisa física por US$ 1.300 (R$ 7.024), cerca de 100 NFTs, projetados com o artista Cassius Hirst, estavam disponíveis. Ambos participam da iniciativa “Timecapsule” da marca, que vende produtos físicos e NFTs correspondentes. O Timecapsule é um evento online que acontece na primeira quinta-feira de cada mês, que disponibiliza um item exclusivo no site da Prada em mercados selecionados com pouquíssimas quantidades. Cada item do Timecapsule de edição limitada está associado a um número de série exclusivo e é entregue em uma embalagem personalizada.

Leia mais: Conheça a brasileira que liderou o Metaverse Fashion Week, na Decentraland

Em 2019, a Prada lançou a coleção Re-nylon, que produz peças de roupa com linhas de nylon reutilizáveis. Agora, mantendo o compromisso com a sustentabilidade, a peça física que é vendida junto com o NFT também é produzida com tecidos reutilizáveis. 

Já a Guerlain desenvolveu seus lançamentos de NFT baseando-se no reflorestamento. Quase 2.000 ‘criptoabelhas’ – 1828, por conta do ano em que a marca foi fundada – foram lançadas em março deste ano. O lançamento foi associado a um projeto de reflorestamento centrado em trechos específicos de terra na reserva natural Vallée de la Millière, na França. A mudança faz parte de uma estratégia mais ampla para colocar a sustentabilidade no centro da identidade da empresa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: