Brasil bate recorde de exportação de carne bovina em agosto

Em agosto foram exportadas 211,85 mil toneladas, aumento de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

China e Hong Kong continuam sendo o principal destino da carne bovina do Brasil, respondendo por 59% da receita e volume exportado

Acessibilidade


O Brasil, maior exportador de carne bovina do mundo, bateu recorde mensal nos embarques totais da proteína em agosto, com 211,85 mil toneladas, aumento de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior, informou hoje (4) a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

A receita cambial com as exportações – que consideram o produto in natura e processado – ultrapassou o recorde mensal anterior, registrado em julho, ao avançar de US$ 1,010 bilhão para US$ 1,175 bilhão. Em agosto de 2020, a cifra estava em US$ 753,1 milhões.

“O país se beneficiou da diminuição da oferta no mercado internacional proporcionada pela redução das exportações argentinas, devido a política de combate à inflação local, e da Austrália, onde o rebanho ainda não se recuperou de sucessivas perdas devido a secas e enchentes”, disse a associação em nota.

Segundo a Abrafrigo, China e Hong Kong continuam sendo o principal destino da carne bovina brasileira, respondendo por 59% da receita e volume exportado.

Os Estados Unidos mantêm a segunda posição entre os 20 maiores importadores da proteína.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No acumulado do ano até agosto, as exportações totais ainda caem 1% em relação a 2020, mas a receita subiu 15%. Foram embarcadas 1.283.641 toneladas, que renderam US$ 6,26 bilhões, afirmou a associação com base em dados do governo federal compilados pela entidade. (Com Reuters)

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: