Agroround: Cubo Itaú, CNH Industrial, Braskem e outras notícias do campo

Confira lançamentos, parcerias e novidades que movimentaram o agronegócio na última semana.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A CNH Industrial, dona das marcas de máquinas agrícolas Case IH e New Holland, agora é integrante do time de corporações do Cubo Itaú, hub de empreendedorismo tecnológico criado pelo banco Itaú. Com sua integração, a empresa do agronegócio terá acesso a uma rede composta por cerca de 500 startups de diferentes segmentos.

“Além de contribuir com o nosso processo de gestão da inovação, ele também vai ampliar a nossa capacidade de desenvolvimento em um contexto 360º, já que teremos acesso a todo um ecossistema de soluções potenciais em diversas áreas”, diz Sérgio Soares, diretor global de inovação da CNH Industrial. Além do agro, a companhia planeja desenvolver soluções para setores como o financeiro, mobilidade, construção, logística e outros.

LEIA TAMBÉM: AgroFutebol: Gramados da Copa no Catar são refrigerados e recebem água dessalinizada

“Da mesma forma, nós poderemos aportar no Cubo conhecimentos que fazem parte da nossa expertise. Um exemplo é a área de sustentabilidade, na qual temos credenciais para fomentar projetos de descarbonização a partir das nossas máquinas movidas a combustíveis alternativos”, afirma Soares.

A Case IH junta-se a empresas como São Martinho, Corteva Agriscience e Itaú BBA, que compõem o Cubo Agro, especialmente voltado às agtechs.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Braskem firma parceria com o hub AgTech Garage 

A Braskem, empresa petroquímica e produtora de biopolímeros em escala industrial, firmou parceria com o AgTech Garage, hub de inovação sediado em Piracicaba (SP), com o objetivo de facilitar e acelerar o desenvolvimento de soluções tecnológicas para o agronegócio.

“Já temos em nosso histórico a preocupação de impulsionar negócios sustentáveis criados a partir da química e do plástico. Esta parceria com AgTech Garage é importante para a identificação das startups do agro que se candidatarão para as próximas edições do programa Braskem Labs”, afirma Karla Censi, gerente de soluções sustentáveis da companhia. Desde 2015, a petroquímica realiza anualmente uma edição do Braskem Labs para impulsionar startups que trabalham em soluções plásticas sustentáveis.

“O potencial de novas soluções sustentáveis da química e do plástico, com base em conceitos de economia circular, serão fundamentais para a cadeia do agronegócio do futuro”, completa José Tomé, CEO do AgTech Garage.

Mars fecha parceria com o programa Boi na Linha

A Mars, empresas norte-americana responsável pelas marcas de ração para pets, como Pedigree, Whiskas e Royal Canin, formalizou uma parceria técnica com o Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal), organização com sede em Piracicaba (SP), para a capacitação de frigoríficos no Brasil. A entidade é responsável pelo programa Boi na Linha, que busca fortalecer os compromissos sociais e ambientais na cadeia de valor da carne bovina e impulsionar a sua implementação.

“Buscamos conectar as nossas metas globais às melhores práticas locais, e por isso estabelecemos uma parceria técnica com o programa Boi na Linha”, diz Pedro Amaral, gerente sênior de sustentabilidade global da Mars Petcare. O programa já promoveu o alinhamento de critérios para a análise de fornecedores de gado na Amazônia e para harmonização do processo de auditoria independente. 

Victor Cruz, diretor de compras de proteína animal da empresa na América Latina explica que a “proteína bovina é uma matéria prima importante para os nossos produtos e uma das metas é oferecer capacitação para 100% dos abatedouros na nossa cadeia de suprimentos no Brasil até o final de 2022.”

CNPq, Ministério da Ciência e A.B.E.L.H.A. financiam sobre polinização

Amir Cohen/Reuters

Uma nova parceria entre o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e a A.B.E.L.H.A (Associação Brasileira de Estudos das Abelhas) resultou no lançamento de uma nova chamada pública para estudos sobre polinizadores.

A chamada nº 27/2021, lançada em dezembro, vai selecionar projetos de pesquisa em temas relacionados à geração de conhecimento e ao desenvolvimento de produtos e serviços de/e para polinizadores. As propostas aprovadas serão financiadas com recursos no valor global de até R$ 2,2 milhões, em quatro linhas de pesquisa:

  • Produtos, insumos e serviços para apicultura e meliponicultura
  • Produtos advindos da apicultura e meliponicultura
  • Serviços de polinização em culturas de interesse econômico
  • Levantamento da biodiversidade e valoração dos serviços ecossistêmicos de polinizadores

“Poder viabilizar, por meio da parceria com o CNPq e o MCTI, uma nova chamada pública para a realização de pesquisa científica no Brasil é motivo de orgulho para nós”, afirma Ana Assad, diretora-executiva da A.B.E.L.H.A. “É de fundamental importância para a produção sustentável de alimentos, para a conservação dos polinizadores e da nossa biodiversidade e igualmente para o fortalecimento da apicultura e da meliponicultura como atividades profissionais, geradoras de renda e de bem estar social.”

Três Tentos fecha 2021 com receita de R$ 5,3 bilhões

A Três Tentos Agroindustrial S.A., comercializadora de grãos de soja, milho e trigo, apresentou uma receita operacional líquida de R$ 1,36 bilhão no quatro trimestre de 2021. O resultado representa aumento de receita de 62,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Assim, a empresa teve no acumulado do ano uma receita de R$ 5,3 bilhões, um avanço de  71,7% sobre 2020.

No quarto trimestre, a empresa apresentou um lucro líquido ajustado de R$ 228,9 milhões. O resultado anual é o primeiro divulgado após o IPO da companhia no Novo Mercado, segmento da B3 com empresas comprometidas a adotar práticas de governança corporativa além das exigidas por lei. 

Agrivalle e Nutrien anunciam parceria para revenda de biológicos

A Agrivalle, empresa de bioinsumos de Indaiatuba (SP), fechou uma parceria com a Nutrien Soluções Agrícolas, distribuidora de bioinsumos sediada em São Paulo (SP), com objetivo de criar novos produtos e facilitar a distribuição de biológicos para agricultores presentes em Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins. 

“Para a Agrivalle, a parceria com a Nutrien é de grande importância, pois nos permitirá  maior capilaridade”, conta Danilo Brigatti, diretor de vendas da Agrivalle. “A Agrivalle oferecerá portfólio completo, P&D e time de campo treinado para apoiar no pós-venda, enquanto a Nutrien entra com o know-how de varejo em agronegócios.” Para o desenvolvimento de novos produtos, o time comercial da distribuidora e os técnicos da Agrivalle levantarão quais as “dores dos agricultores” para as equipes de pesquisa e desenvolvimento das duas empresas.

Embrapa lança nova cultivar de arroz irrigado precoce

Na última sexta-feira (18), a Embrapa lançou a nova cultivar de arroz irrigado, a BRS A705, de ciclo curto. “Ela é uma evolução da BRS Pampa e o setor produtivo demandava uma cultivar que apresentasse flexibilidade no manejo”, afirma Ariano de Magalhães Júnior, pesquisador da Embrapa responsável pelo melhoramento genético da cultivar. “Aliamos produtividade, qualidade de grãos e a resistência ao acamamento para atender ao sistema de produção convencional.” 

A variedade também apresenta alto potencial de produtividade, em torno de 10 toneladas por hectare, e é considerada precoce, o que proporciona economia no uso da água de irrigação. 

Coty inicia a produção de fragrâncias a partir de etanol capturado por carbono

A Coty, empresa multinacional de cosméticos fundada na França, iniciou globalmente a produção dos primeiros perfumes feitos a partir do etanol capturado por carbono. A produção ocorre em uma unidade da companhia localizada na cidade espanhola de Granoller. 

A fabricação das fragrâncias tem como base a utilização do etanol CarbonSmart, produzido pela LanzaTech, companhia que trabalha com ingredientes sustentáveis a partir da captura e fermentação do CO² emitido pela atividade industrial antes de ser liberado na atmosfera. A primeira entrega para a Coty totalizou cerca de 20 toneladas métricas de etanol capturado por carbono. 

Segundo a empresa, esse tipo de etanol reduz a necessidade de terras agrícolas e limita o impacto da Coty na biodiversidade. “Após dois anos trabalhando em conjunto para desenvolver um etanol de alta pureza adequado para uso em fragrâncias finas, estamos orgulhosos em realizar a nossa primeira entrega”, diz Jennifer Holmgren, CEO da LanzaTech.

Compartilhe esta publicação: