Memória afetiva feminina é o tema do novo menu degustação do Nelita, da chef Tássia Magalhães

Segundo a cozinheira, os pratos são inspirados na sua equipe composta somente por mulheres .

Gabriela del Carmen, Maria Laura Saraiva e Mariana Weber
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Nelita é a nova casa da chef Tássia Magalhães

Acessibilidade


Localizado no Baixo Pinheiros, o restaurante Nelita parece uma casa de família. Quem passa por lá se depara com um imóvel alto, de paredes de tijolos expostos e janelas de madeira. Arquitetura que combina perfeitamente com o que se encontra nos pratos: as receitas afetuosas da chef Tássia Magalhães. “Queria que as pessoas se sentissem em casa no Nelita, assim como eu”, diz.

Menos de um ano após a inauguração do restaurante, a cozinheira de 31 anos resolveu captar a essência do local e criar um menu degustação inspirado na memória afetiva das mulheres que trabalham na sua cozinha. Apelidado de “11 tempos memoráveis – nossa alma feminina”, o menu é preparado pela chef e pela equipe, formada somente por mulheres.

Divulgação

Segundo a cozinheira, os pratos são inspirados na sua equipe composta somente por mulheres

LEIA MAIS: Entenda o que é a torra do café, segredo das novas linhas da Nespresso

Como entrada estão bolinhos de chuva, pães na chapa, brigadeiro de festa, empada de abóbora e broas de mingau de milho. Já como prato principal é possível encontrar lasanha, ravioli, arroz doce e costelinha (que no cardápio ganha o nome pomposo de “Duquesa de Quirera”), entre outros. Aqui, a mistura entre o doce e o salgado faz parte da atmosfera familiar da casa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os ingredientes utilizados no processo são em sua maioria de pequenos produtores, sazonais e nacionais. A manteiga usada para fritar o bolinho de chuva, por exemplo, é a primeira do mundo com mel de abelha nativa sem ferrão.

Eleita Under 30 em 2015, Tássia explica que a intenção do menu é explorar os cinco sentidos – tato, olfato, paladar, audição e visão. Além de brincar com os pratos que já fazem parte do paladar coletivos dos consumidores brasileiros.“É um restaurante com uma pegada autoral, então eu cozinho os pratos em que acredito e de que gosto”, diz.

Os interessados na degustação devem fazer reserva com 24 horas de antecedência. Os valores variam de R$440,00 (apenas os pratos) até R$1.020,00 (pratos + harmonização com rótulos internacionais).

Veja outros destaques do mundo gastronômico:

  • Divulgação

    Moët & Chandon mostra bastidores da produção do champanhe com Roger Federer

    A produtora de champanhe Moët & Chandon anunciou, com exclusividade à Forbes, o lançamento de uma nova série de vídeos, intitulada “Through the eyes of…”. O produção mostrará diferentes aspectos da bebida borbulhante pelos olhos de amigos selecionados da maison, sendo o primeiro convidado o ícone do tênis e embaixador global da marca, Roger Federer. Entre vinhedos e adegas, Federer conversará com os profissionais por trás dos champanhes da marca, aprendendo sobre o terroir da região, biodiversidade e viticultura sustentável. “Essa jornada nos bastidores foi um dos momentos mais autênticos que já experimentei em Champagne”, diz o tenista. Os conteúdos estão disponíveis no canal do YouTube da Moët & Chandon.

  • Divulgação

    Viña Tarapacá apresenta Plano Diretor de Biodiversidade em defesa da preservação do terroir

    Localizada no Vale do Maipo, no Chile, a vinícola Viña Tarapacá apresentou esta semana seu Plano Diretor de Biodiversidade. O objetivo do grupo é promover a preservação do terroir centenário por meio de medidas que preservem o equilíbrio da fauna e da flora locais. Eleita um dos 35 hotspots globais de biodiversidade, a região possui quase 2 mil hectares de vinhedos. No lançamento do plano, os enólogos da vinícola destacaram a importância da manutenção também para a qualidade da bebida. “Existe uma ligação entre a biodiversidade e o terroir de Viña Tarapacá. O desafio é manter um diálogo entre a flora, a fauna nativa e a uva para conseguir um fruto melhor, mais forte e com uma melhor qualidade da identidade de origem”, afirma Sebastián Ruiz, enólogo chefe da Viña Tarapacá. Entre as medidas práticas que serão tomadas pela vinícola nos próximos sete anos estão a restauração passiva da mata e a criação de uma rede de corredores biológicos que restabeleçam a ligação entre o maciço da Cantillana e o rio Maipo, que alimenta o terroir da fazenda chilena.

Divulgação

Moët & Chandon mostra bastidores da produção do champanhe com Roger Federer

A produtora de champanhe Moët & Chandon anunciou, com exclusividade à Forbes, o lançamento de uma nova série de vídeos, intitulada “Through the eyes of…”. O produção mostrará diferentes aspectos da bebida borbulhante pelos olhos de amigos selecionados da maison, sendo o primeiro convidado o ícone do tênis e embaixador global da marca, Roger Federer. Entre vinhedos e adegas, Federer conversará com os profissionais por trás dos champanhes da marca, aprendendo sobre o terroir da região, biodiversidade e viticultura sustentável. “Essa jornada nos bastidores foi um dos momentos mais autênticos que já experimentei em Champagne”, diz o tenista. Os conteúdos estão disponíveis no canal do YouTube da Moët & Chandon.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: