5 ilhas incríveis para visitar em 2022

Da América do Norte até o Sul, o Oceano Atlântico guarda muitas belezas naturais e experiências únicas de turismo

Jared Ranahan
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Fernando de Noronha é uma das ilhas mais bonitas do Oceano Atlântico

Acessibilidade


Estendendo-se do extremo sul do arquipélago de Svalbard até a ponta da Tierra del Fuego, o massivo Oceano Atlântico é o segundo maior corpo de água da Terra – e essa enorme extensão de água do mar abriga alguns destinos verdadeiramente incríveis espalhados por todas as suas fronteiras.

As ilhas são abundantes em todo o oceano, com um conjunto diversificado de recursos naturais e zonas climáticas para explorar. Se você espera caminhar por cavernas subterrâneas, mergulhar com golfinhos amigáveis ​​ou apenas relaxar na praia com um copo de rum na mão, essas ilhas certamente oferecerão uma experiência verdadeiramente memorável.

Leia mais: 12 experiências de viagem incríveis para se ter uma vez na vida

Terceira

Reprodução/Forbes

O arquipélago dos Açores é conhecido pela sua beleza natural espectacular, e a ilha Terceira não é exceção, com miradouros panorâmicos à beira da falésia, exuberantes florestas de laurissilva e longos trilhos para os visitantes explorarem. O interior da ilha é uma região particularmente fascinante para visitar graças à sua elevada concentração de grutas vulcânicas, sendo o Algar do Carvão e a Gruta do Natal dois destinos imprescindíveis para os visitantes de primeira viagem. Embora as características naturais da Terceira sejam um grande atrativo turístico, não saia da ilha sem visitar Angra do Heroísmo, uma encantadora cidade costeira e Patrimônio Mundial da Unesco, colonizada em 1478.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

São Nicolau

Reprodução/Forbes

Localizado a cerca de 560 quilômetros a oeste do Senegal, o arquipélago atlântico de Cabo Verde abriga praias imaculadas, montanhas imponentes e vida selvagem endêmica, todos os quais podem ser vistos em primeira mão em uma viagem a São Nicolau. Muito menos desenvolvida do que as ilhas vizinhas como Santiago e Sal, esta joia subestimada do Atlântico oferece amplas oportunidades para ecoturismo e aventura ao ar livre. Usando a cidade costeira de Tarrafal de São Nicolau como base, os visitantes podem dirigir-se para norte para encontrar espetaculares vistas de montanha e plantas endêmicas no Parque Natural de Monte Gordo, ou fazer a viagem para oeste até Carberinho, uma impressionante extensão costeira de rocha erodida.

Saint Pierre

Reprodução/Forbes

Enquanto o pequeno arquipélago de Saint Pierre e Miquelon fica a apenas 19 quilômetros da costa de Terra Nova, esta cadeia de ilhas pertence a uma nação a mais de 3.700 quilômetros de distância, com cidadãos da região com passaportes da França e votando nas eleições francesas. Apesar de seu pequeno tamanho, a ilha de Saint Pierre, no sudeste, é um destino de verão particularmente fascinante, equipado com uma variedade de museus, restaurantes e atrações naturais para explorar.

Os visitantes podem reservar um tour guiado de Arquitetura e Patrimônio para conhecer um pouco da história do centro da ilha, enquanto o remoto Anse à Dinand é um destino popular para caminhadas, com vistas pitorescas da costa e possíveis avistamentos de vida selvagem marinha.

Barbados

Reprodução/Forbes

Barbados é certamente uma ilha caribenha quando se trata de cultura e geopolítica, mas essa nação soberana na verdade fica inteiramente fora do Mar do Caribe, tornando-a uma ilha atlântica pelos padrões geográficos – e particularmente idílica. Em termos de beleza natural, Barbados é um tesouro tanto acima quanto abaixo do nível do mar, oferecendo destinos deslumbrantes como o paraíso do surfe de Bathsheba, bem como a Caverna de Harrison, uma extensa caverna subterrânea composta inteiramente de calcário de coral. Para os amantes de rum, este destilado derivado do melaço tem desempenhado um papel importante na cultura Bajan há séculos, com a destilaria Mount Gay Rum da ilha em operação desde 1703.

Leia mais: As 20 melhores cidades do mundo em 2022, segundo a Time Out

Fernando de Noronha

Reprodução/Forbes

O Brasil pode não ter muitas ilhas, mas o que o país carece em quantidade certamente compensa em belezas naturais – e Fernando de Noronha se destaca como o melhor exemplo. As oportunidades de ecoturismo são abundantes em toda a ilha, até com duas espécies endêmicas de aves para os observadores de pássaros, enquanto a riqueza de praias pitorescas da ilha oferece oportunidades incríveis para snorkel e mergulho. A alta biodiversidade marinha de Fernando de Noronha lhe rendeu um lugar na lista do Patrimônio Mundial da Unesco em 2001, com golfinhos, tartarugas e moreias.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: