Audi inaugura novo conceito global de vendas e estilo em loja de SP

Projeto piloto, batizado de Progressive Retail, quer transformar jornada de compra do cliente e se expandir por toda a rede até 2024.

Rodrigo Mora
Compartilhe esta publicação:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Concessionária Audi explora um novo “conceito de experiência progressiva e imersão digital”

Acessibilidade


Experiências têm se fixado cada vez mais no foco das marcas do segmento de luxo. Vale para eventos de tecnologia e cultura ou lançamentos de produtos. Nem concessionárias escapam: a Audi inaugura hoje, 28, em São Paulo, a primeira concessionária classificada pela marca das quatro argolas como um novo “conceito de experiência progressiva e imersão digital”.

Trata-se de um projeto piloto, batizado de Progressive Retail, que até 2024 deve concluir sua expansão por toda a rede da marca no Brasil. O conceito nasceu na Alemanha, mas a execução coube à filial brasileira.

Leia mais: Por que eventos de nicho enterram salão do automóvel tradicional

Para transformar a Audi Morumbi, do Grupo Caraigá, foram investidos R$ 8 milhões em repaginação visual e estrutura, cujos destaques são um painel digital em LED de alta resolução e 10 metros quadrados, integrado a uma TV touch de 52 polegadas que, conectados ao configurador de veículos, permitem aos clientes inúmeras possibilidades de personalização do modelo escolhido de acordo com as suas preferências e necessidades, ingressando digitalmente no veículo.

“A jornada tradicional do cliente está sendo reconstruída nessa loja. Ou seja, o cliente que antes podia configurar o carro da sua casa, agora pode fazer isso numa experiência mais imersiva, dentro da loja, com um product expert”, explica Diego Borghi, diretor de Vendas da marca alemã. “O cliente não está mais numa loja de carro, mas numa galeria de arte”, filosofa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

É possível, explica Borghi, que o cliente feche uma compra sem necessariamente ver o carro ali no showroom. É um fenômeno acelerado pela pandemia: o consumidor quer algo mais do que um carro a pronta-entrega.

“É uma nova forma de criar relacionamentos. Estamos validando aqui se o customer life experience está sendo transformado. Estamos mais atentos à fidelização e retenção do que volume de vendas. Um eventual aumento de vendas virá pela construção de marca que estamos redefinindo”, avalia Borghi.

A nova unidade é também a primeira da fabricante com foco em veículos eletrificados – há dois carregadores de alta velocidade de 50 KW-DC (carga rápida), e até o fim do ano a concessionária receberá um carregador ainda mais potente, de 150 KW, o qual permitirá um carregamento total da bateria em 40 minutos.

 

Compartilhe esta publicação: