Brasil pode receber 3 milhões de doses da vacina da Janssen em junho

Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Segundo o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, a pasta conseguiu antecipar 3 milhões de doses da primeira entrega do contrato com a farmacêutica Janssen

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse hoje (4) que o Brasil conseguiu antecipar junto à Janssen, farmacêutica da Johnson & Johnson, o envio ao país de 3 milhões de doses do imunizante desenvolvido pela empresa contra a Covid-19.

“Fechamos com a Janssen para trazer mais 3 milhões de doses que serão aplicadas agora no mês de junho”, disse Queiroga em entrevista ao programa CB.Poder.

VEJA TAMBÉM: OMS pede que países repitam EUA e doem vacinas para Covid-19

O Ministério da Saúde fechou acordo com a Janssen para a aquisição de 38 milhões de doses da vacina da empresa, com previsão de entrega de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e 21,1 milhões de outubro a dezembro.

Questionada sobre a declaração do ministro, a pasta confirmou que se trata de uma antecipação da primeira entrega do contrato.

Procurada, a Janssen não tinha uma posição de imediato sobre a declaração de Queiroga.

A vacina da Janssen, que é aplicada em dose única ao contrário das demais utilizadas no país contra a Covid-19, foi aprovada em março pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no país.

Até o momento o Brasil conta com três vacinas disponíveis para imunizar a população contra a Covid-19: Oxford/AstraZeneca, CoronaVac, da chinesa Sinovac, e Pfizer.

O Brasil vacinou até o momento 47,6 milhões de pessoas com a primeira dose, o equivalente a 22,6% da população, mas somente 22,7 milhões com as duas doses, o que representa 10,8%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).