8 receitas incríveis de Bloody Mary

Quando quiser provar Bloody Marys da melhor qualidade, você deve ir aonde este saboroso drinque foi criado: St. Regis, em Nova York. Na verdade, obarman Fernand Petiot começou a criar a bebida em Paris no final dos anos 20, antes de mudar-se para os Estados Unidos, mas reviveu-o quando chegou ao icônico hotel.


Em 1934, um cliente do King Cole Bar, do St. Regis, pediu um coquetel de vodca com suco de tomate, como Petiot já havia testado em Paris para o café da manhã, mas o barman melhorou o sabor com sal, pimenta, limão e molho inglês: basicamente, o drinque que bebe-se hoje. Ele chegou até a ser chamado Red Snapper porque Bloody Mary (“casamento sangrento”, em tradução literal) era considerado arriscado para o público da época.


O Bloody Mary tornou-se uma marca da rede St. Regis, com cada hotel oferecendo influências de sabores locais. Para comemorar os 80 anos desta popular bebida, FORBES selecionou oito versões que você não pode perder. Veja a seguir:

  • Servido em uma bela jarra de prata, o Siam Mary é um drinque explosivo. Além da mistura original, leva pimenta tailandesa picada, limão, coentro, capim-limão, espuma de manjericão, pasta de wasabi, molho inglês, suco de limão, tomate cereja, sal e pimenta.

    Siam Mary
  • Esta é a receita mais cítrica da lista e leva, além da mistura original, endro batido, manjericão, suco de limão, vodka, Tabasco, pimenta fresca, azeitonas, limão e uma fatia de picles.

    Downhill Snapper
  • O Mita Mary é a receita exclusiva do St. Regis Punta Mita, no México, por isso usa diversos ingredientes locais. Além da mistura original, leva tequila prata, coentro, abacate, limão, molho inglês, sal grosso e pimenta caiena.

    Mita Mary
  • Este é o clássico. A receita usada pelo St. Regis é feita de 30 ml de vodka, 60 ml de suco de tomate, suco de limão, sal, pimenta preta e caiena, e 3 gotas de molho inglês. Todas as outras versões são baseadas nesta.

    Red Snapper
  • Esta é uma das versões mais diferentes do drinque. Além da mistura clássica do St. Regis, leva mais vodka e uma leve espuma de wasabi e aipo (feita de limão, aipo, suco de maça verde e wasabi em pó). A versão do hotel ainda acompanha uma pipeta de plástico com molho inglês e Tabasco para os degustadores mais ousados.

    7425 Mary
  • A culinária sulista é conhecida pela fartura e pelos sabores fortes, e o St.Regis a traduz exatamente neste drink. A receita leva a mistura original, Tequila prata, suco de limão, açúcar, duas azeitonas, quatro pedaços de pimenta jalapeño e tempero cajun em pó.

    Harry’s Texan Bloody Mary
  • Esta é a receita do St. Regis de Washington, D.C, que também oferece aulas de cocktail. O Capital Mary leva a mistura original, alho, coentro, flocos de pimenta, raiz forte, gin, suco de limão, Tabasco e molho inglês. Na decoração, ostra e um camarão.

    Capitol Mary
  • Esta receita é inspirada na herança mexicana do sul da Califórnia, e leva a mistura original, tequila, um tomate picado, suco de limão e duas pimentas japaleños picadas.

    Agave Maria

Servido em uma bela jarra de prata, o Siam Mary é um drinque explosivo. Além da mistura original, leva pimenta tailandesa picada, limão, coentro, capim-limão, espuma de manjericão, pasta de wasabi, molho inglês, suco de limão, tomate cereja, sal e pimenta.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).