Top 5 vê Selic estável no piso de 6,5% até 2020

Agência Brasil
Pesquisa do BC prevê inflação de 4,03% e avanço de 2,53% na economia

Três dos economistas que mais acertaram nas previsões da pesquisa semanal do Banco Central (BC) duvidam que haja aumento da taxa básica de juros em 2019. Para eles, a Selic continuará em seu piso histórico pelos próximos doze meses, diante da inflação sob controle e de uma recuperação lenta da economia brasileira, e só volta a subir em 2020, num total de 1,5 ponto percentual, seguindo no patamar de 8% até o fim de 2021, mostrou hoje (24) a pesquisa semanal Focus.

LEIA MAIS: Confira outras projeções macroeconômicas

Na semana passada, o atual presidente do BC, Ilan Goldfjan, afirmou que não foi acidente a retirada da menção a eventual início gradual de subida nos juros dos comunicados mais recentes do Banco Central.

Na mediana das expectativas dos mais de 100 economistas que contribuíram para a pesquisa do BC, a inflação permanecerá comportada a 4,03% no fim do ano que vem, subindo a partir dos 3,69% projetados para este ano. O avanço da economia deve acelerar dos atuais 1,30% esperados para 2018 para uma taxa de 2,53% no ano que vem, levemente abaixo da projeção da semana anterior a 2,55%.

Já está disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).