Dólar avança em dia de Ptax mensal

iStock
A moeda norte-americana avançou 0,6%, a R$ 3,7531

O dólar fechou em alta ante o real hoje (28), em dia de fechamento da Ptax mensal e com investidores adotando certa cautela com a agenda interna e o cenário externo.

LEIA MAIS: Dólar avança ante real em dia de formação de Ptax

A moeda norte-americana avançou 0,6%, a R$ 3,7531. Na sessão, oscilou entre R$ 3,7177 e R$ 3,7585. O contrato futuro de dólar mais líquido tinha elevação de 0,72%.

No mês, a divisa norte-americana à vista acumulou alta de 2,58% frente ao real.

Em meio à ausência de notícias no lado doméstico, em especial as ligadas à reforma da Previdência e antes do Carnaval, quando o mercado ficará parado durante quase três dias, investidores preferiram a cautela.

“Antes de um feriado prolongado, o investidor pisa no freio e age com mais cuidado, ainda mais diante do atual quadro que estamos vivendo, com Previdência e cenário exterior… Ninguém vai tomar uma posição muito firme”, afirmou o operador de câmbio da Advanced Corretora, Alessandro Faganello.

A sessão ainda foi marcada por volatilidade na parte da manhã, oriunda da formação da taxa Ptax de final de mês, usada na liquidação de diversos derivativos cambiais e sua formação de preços. A cotação fechou em R$ 3,7385 para venda.

VEJA TAMBÉM: Dólar recua ante real e encerra cotado a R$ 3,73

Mais cedo, o Brasil e EUA divulgaram números de PIB do quarto trimestre.

A economia brasileira cresceu 1,1% ante 2017, mas desacelerou no quarto trimestre. Nos Estados Unidos, a economia desacelerou menos que o esperado no trimestre em meio a gastos sólidos de consumidores e empresas.

No lado doméstico, investidores aguardam avanços da reforma da Previdência. O governo do presidente Jair Bolsonaro admitiu mudanças pelo Congresso à reforma, mas que qualquer alteração tem de preservar a economia de R$ 1 trilhão em 10 anos.

Algumas bancadas sinalizaram que o texto não avançará sem que o Planalto aceite mudar pontos da proposta, como as ligadas ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural, o que pode impactar a economia almejada.

Participantes do mercado admitem que será difícil preservar a economia de R$ 1 trilhão e já trabalham com expectativa de que a aprovação da reforma só virá no segundo semestre.

E AINDA: Dólar recua ante real com monitoração da Previdência

Alguns agentes estão adotando posições compradas em dólar.

“Não acho que o dólar será negociado abaixo de R$ 3,70 no próximo mês, então estamos adotando uma posição comprada”, disse a clientes o chefe da mesa de um banco em São Paulo.

Do cenário exterior, o mercado reverberou o encerramento abrupto da cúpula entre EUA e Coreia do Norte, que terminou no Vietnã sem acordo após Pyongyang fazer exigências ligadas a sanções consideradas inaceitáveis por Washington..

Também pesou sobre sentimento as declarações do secretário do Tesouro dos EUA de que negociações comerciais entre China e EUA ainda exigirão trabalho duro para render um acordo.

Ontem (28), o BC avisou que quer rolar integralmente US$ 12,321 bilhões em contratos de swap cambial tradicional equivalente à venda futura de dólares, que vencem em abril. Amanhã (1) fará o primeiro leilão, de até 14,50 mil contratos.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).