4ª mulher mais rica da Rússia morre em acidente aéreo

Reprodução/Reuters
Natalia Fileva foi listada pela Forbes com fortuna de US$ 600 milhões

Natalia Fileva, presidente e co-proprietária da segunda maior companhia aérea russa S7, morreu ontem (31), quando o jato particular em que ela voava caiu perto de Frankfurt, na Alemanha. Fileva, de 55 anos, era a principal acionista da S7, membro da aliança mundial de companhias aéreas Oneworld, e a quarta mulher mais rica da Rússia, cuja fortuna foi estimada pela Forbes em US$ 600 milhões.

O Epic-Lt, um jato monomotor projetado para vôos privados, caiu ao pousar no aeroporto de Egelsbach, S7, também conhecido como Siberia Airlines. Um porta-voz da polícia no estado de Hesse, na região central da Alemanha, disse que uma aeronave de seis lugares com dois passageiros e um piloto a bordo estava a caminho da França quando desceu perto de Egelsbach e pegou fogo.

O jato particular estava voando de Cannes, na França, e desapareceu dos radares em 1322 GMT, segundo dados de um rastreador de voo Flighradar24. Não há ainda informações sobre outros passageiros e tripulantes ou causa suspeita para a queda. Autoridades russas e internacionais devem investigar o acidente.

“A equipe de holding do S7 Group expressa as mais profundas condolências à família e a outras pessoas importantes”, disse a empresa. A frota da S7 consiste em 96 aeronaves que voam para 181 cidades e vilas em 26 países, de acordo com o site da empresa, que é a principal concorrente da Aeroflot, da Rússia.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).