Ações da Disney batem recorde após divulgação de streaming

Reuters
Empresa disse que espera atrair entre 60 e 90 milhões de assinantes

As ações da Walt Disney alcançaram uma máxima histórica hoje (12) depois que analistas de Wall Street disseram que os preços competitivos de seu novo serviço de streaming poderia ajudá-la a competir com a Netflix.

LEIA MAIS: Disney fecha aquisição da Twenty-First Century Fox

As ações da Netflix caíram cerca de 4% depois que a Disney precificou seu serviço de streaming, o Disney+, em US$ 6,99 por mês, abaixo do plano básico do pioneiro de streaming de vídeo, que custa US$ 8,99.

“Os investidores acham as ofertas da Disney promissoras porque estão bem posicionados para combater a Netflix pelo dinheiro dos consumidores”, disse Clement Thibault, analista da plataforma de mercados financeiros globais Investing.com.

A Disney disse que espera atrair entre 60 e 90 milhões de assinantes e alcançar lucratividade no ano fiscal de 2024. Ela planeja investir pouco mais de US$ 1 bilhão para financiar a programação original no ano fiscal de 2020 e cerca de US$ 2 bilhões até 2024.

“Ainda é muito cedo, mas a guerra começou oficialmente. Ao reagir com uma oferta competitiva, a Disney pelo menos se dá a chance de ganhar na indústria de streaming, em vez de perder usuário atrás de usuário para outros serviços de streaming”. Thibault disse.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).