“NYT” ganha mais de 200 mil assinantes online

Forbes
Jornal tem um total de 4,5 milhões de leitores digitais

O “New York Times” divulgou hoje (8) lucro e receita trimestral melhores do que o esperado, diante da expansão do número de assinantes, fazendo as ações subirem até 4%.

LEIA MAIS: Google faz primeira entrega com drone na Austrália

O jornal, que tem enfrentado repetidos ataques do presidente Donald Trump à cobertura do governo nos últimos dois anos, conseguiu 223 mil assinantes digitais no primeiro trimestre, ante 139 mil do ano passado, elevando o total para 4,5 milhões.

“As receitas de assinatura representaram dois terços das receitas da empresa e, pela primeira vez, a receita de assinatura apenas digital foi mais do que um quarto da receita total da empresa”, disse o presidente Mark Thompson.

As assinaturas online tornaram-se cruciais para o futuro do “Times”, com os anunciantes gastando cada vez mais em plataformas digitais à medida que os leitores mudam para fontes online sua leitura diária de notícias.

A receita de assinaturas dos produtos exclusivos da empresa, que permitem o acesso a notícias, bem como as famosas palavras cruzadas e receitas culinárias, cresceu 15%, para US$ 110 milhões.

A receita de publicidade digital também subiu 19% no trimestre, compensando facilmente um declínio de 12% na receita de publicidade impressa.

VEJA TAMBÉM: “New York Times” tem resultado acima do esperado

Embora a empresa tenha uma meta de atingir 10 milhões de assinantes em geral até 2025, ela espera que as adições de assinantes digitais diminuam no segundo trimestre.

“É sempre um trimestre muito mais lento para as assinaturas de estudantes, que ainda desempenham um papel significativo”, disse Meredith Levien, vice-presidente de operações.

A receita total subiu 6%, para US$ 439,1 milhões. Analistas estimaram em média lucro de US$ 0,10 por ação e receita de US$ 435,8 milhões, segundo dados do IBES da Refinitiv.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).