Ibovespa retoma fôlego e fecha em alta

Reuters
Índice da bolsa paulista subiu 1,26% e ficou acima dos 97 mil pontos

O Ibovespa fechou em alta de mais de 1% e acima dos 97 mil pontos hoje (6), retomando o viés positivo com a percepção recente de melhora no ambiente político no país, em movimento endossado pelo cenário externo.

LEIA MAIS: Ibovespa cai 1,42% após recuperação no fim de maio

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,26%, a 97.204,85 pontos. O giro financeiro somou R$ 12,9 bilhões. Na véspera, o Ibovespa fechou abaixo de 96 mil pontos em dia de realização de lucros.

Agentes financeiros têm avaliado que a agenda econômica está caminhando bem, assim como veem melhora na relação entre Executivo e Legislativo, o que tem favorecido o ânimo com a tramitação da reforma da Previdência.

Economistas do UBS no Brasil veem um “bom momento” no país e avaliam que a pauta do governo está andando, e que há um apoio crescente no Congresso para a reforma da Previdência.

“…resta saber se isso se traduz nos votos necessários dos parlamentares quando a medida chegar ao plenário do Congresso”, ponderaram Tony Volpon e Fabio Ramos, em relatório a clientes.

No exterior, a possibilidade de os Estados Unidos adiarem a aplicação de tarifas a produtos mexicanos agradou, após novas ameaças do presidente Donald Trump contra bens chineses adicionarem volatilidade aos negócios mais cedo.

Apostas de que o Federal Reserve pode cortar os juros se necessário também continuaram dando suporte a bolsas no exterior, bem como o adiamento do prazo para a primeira alta dos juros na zona do euro.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).