Embraer vai dar férias coletivas a 15 mil funcionários em janeiro

Divulgação
Divisão de aviação comercial da brasileira foi vendida à Boeing

A Embraer vai conceder férias coletivas a todos os seus funcionários no Brasil, cerca de 15 mil trabalhadores, em janeiro, em preparação para a transferência do controle de sua divisão de aviação comercial para a norte-americana Boeing, informou a empresa ontem (10).

LEIA MAIS: Oferta da Boeing para unidade da Embraer enfrenta investigação da UE

Os salários serão pagos normalmente durante a licença, que vai durar de 6 a 20 de janeiro, disseram a empresa e o sindicato dos metalúrgicos que representa de trabalhadores da Embraer.

A Boeing concordou em comprar 80% da divisão de planos comerciais da Embraer por US$ 4,75 bilhões, um acordo aprovado pelos acionistas e pelo governo brasileiro, mas que está passando por intensa investigação regulatória na Europa.

“O objetivo [da licença] é implementar a segregação interna do negócio de aviação comercial”, disse a Embraer em comunicado.

VEJA TAMBÉM: Divisão comercial da Embraer agora é Boeing Brasil – Commercial

É improvável que o acordo receba aprovação regulatória até 20 de janeiro, já que as autoridades europeias estabeleceram o prazo de 20 de fevereiro para emitir sua decisão sobre o acordo. A empresa disse que os trabalhadores retornarão às suas funções normais na Embraer, sem nenhum envolvimento da Boeing, até que o acordo seja aprovado.

A Embraer disse neste mês que espera que o acordo seja fechado no início de 2020, após o escrutínio regulatório adicional. Anteriormente, a Embraer havia dito que o acordo seria fechado até o final de 2019.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).