Companhia aérea alemã emite primeiras passagens baseadas em blockchain

Divulgação
A Hahn Air transportou passageiros com bilhetes blockchain em seu voo de Dusseldorf para Luxemburgo

A companhia aérea alemã Hahn Air, que oferece voos fretados na Europa, anunciou hoje (18) que emitiu as primeiras passagens de avião apoiadas pela tecnologia blockchain, em parceria com a Winding Tree, uma plataforma de viagens de código aberto.

O blockchain, que surgiu como o sistema que alimenta o bitcoin, é um banco de dados compartilhado mantido por uma rede de computadores.

LEIA MAIS: 5 aplicações do blockchain além da criptomoeda

Nesta segunda-feira, a Hahn Air transportou passageiros com bilhetes blockchain em seu voo de Dusseldorf para Luxemburgo. Os primeiros passageiros de blockchain são Maksim Izmaylov, fundador da Winding Tree; Dave Montali, vice-presidente de informações da Winding Tree; e Frederick Nowotny, chefe de engenharia de vendas da Hahn Air.

“Para nós, é importante olhar para o futuro para entender como podemos tornar a distribuição mais rápida”, disse à Reuters Jörg Troester, chefe de estratégia corporativa e de assuntos governamentais da Hahn Air.

Ele acrescentou que, após o voo, a companhia aérea analisará os detalhes de como as coisas funcionaram para o primeiro bilhete blockchain e buscará maneiras de comercializá-lo.

Usando a plataforma Winding Tree, a Hahn Air pode listar inventário, gerenciar solicitações de reservas e receber pagamentos assim que o processo de reserva for concluído. Como forma de pagamento, a companhia aérea aceita dinheiro, cartão de crédito ou criptomoedas.

“Uma das coisas em que estamos trabalhando do nosso lado é o desafio que surge quando você cria um marketplace aberto – como garantir que qualquer pessoa que tenha acesso, independentemente do que você esteja vendendo ou comprando, que a empresa do outro lado seja de boa reputação”, disse Pedro Anderson, vice-presidente de operações e cofundador da Winding Tree à Reuters.

A Winding Tree é uma plataforma de distribuição de viagens de código aberto, descentralizada e baseada em blockchain. Estabeleceu parcerias com companhias aéreas e empresas de serviços como Air Canada, Air France-KLM, Hahn Air, Lufthansa e Swissport.

VEJA TAMBÉM: Volvo vai usar blockchain para monitorar cobalto de baterias

Também firmou parceria com grandes hotéis como Nordic Choice Hotels, rede citizenM Hotel e Airport Hotel Basel.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).