Dólar tem pouca movimentação ante real

Getty Images
Às 10:00, o dólar recuava 0,17%, a R$ 4,1812 na venda

O dólar tinha pouca movimentação contra o real hoje (6), abaixo dos R$ 4,20, à espera de dados importantes sobre o emprego nos Estados Unidos em dia de apetite por risco levemente melhor no exterior após comentários otimistas do presidente norte-americano, Donald Trump, sobre o comércio com a China.

Às 10:00, o dólar recuava 0,17%, a R$ 4,1812 na venda. Na quinta-feria, a moeda norte-americana recuou 0,33%, a R$ 4,1883 na venda, menor patamar para fechamento em três semanas. O contrato mais negociado de dólar futuro tinha leve queda de 0,06%, a R$ 4,1875.

LEIA MAIS: Dólar fecha na mínima em três semanas ante real com exterior

Nesta sexta-feira, os negócios eram marcados por uma melhora no sentimento de risco depois que Donald Trump sinalizou otimismo em relação a sua prolongada disputa comercial com a China.

“Está indo muito bem”, disse Trump a repórteres na quinta-feira (5) quando questionado sobre as negociações, em uma repetição de comentários feitos na quarta-feira (4). No início da semana, no entanto, Trump abalou os mercados globais quando disse que um acordo poderia ter de esperar até depois das eleições norte-americanas de 2020.

“O número abaixo de R$ 4,20 que vemos hoje reflete o humor positivo por causa das notícias comerciais”, disse Fernanda Consorte, estrategista de câmbio do banco Ourinvest.

Segundo ela, a divulgação de importantes dados de emprego dos Estados Unidos ainda nesta sexta feira era foco dos investidores. “O mercado está esperando o ‘payroll’ dos EUA pra ver se há alguma mudança significativa.”

Os dados serão um bom termômetro para a saúde do mercado de trabalho norte-americano, que tem sido um dos motores da resiliência da economia dos EUA. A expectativa dos economistas é de criação de 180 mil vagas nas contratações fora do mercado agrícola dos Estados Unidos, ante 128 mil postos em outubro.

No exterior, o dólar rondava a estabilidade contra uma cesta de rivais. Ante divisas emergentes pares do real, como o peso mexicano e o rand sul-africano, a moeda norte-americana registrava quedas leves.

VEJA TAMBÉM: Dólar passa a subir ante real à espera de notícias sobre guerra comercial

O Banco Central vendeu nesta sessão todos os 10 mil contratos de swap cambial reverso e todos os US$ 500 milhões em moeda à vista ofertados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).