Ibovespa cai pelo 6º pregão e passa a acumular queda em 2020

ReutersConnect/Paulo Whitaker
ReutersConnect/Paulo Whitaker

Queda de valor na Ibovespa foi a sexta consecutiva

O Ibovespa caiu hoje (10), a sexta queda seguida, dando continuidade ao processo de ajustes nas ações brasileiras após forte valorização no ano passado e passando a ter perda no acumulado de 2020 pela primeira vez.

LEIA MAIS: Caixa vai acelerar negócios ligados ao setor imobiliário em 2020

Índice de referência da bolsa paulista, o Ibovespa caiu 0,38%, a 115.503,42 pontos, encerrando a semana com recuo de 1,87%. Em 2020, o desempenho agora é negativo em 0,12%.

O volume financeiro da sessão somou R$ 19,7 bilhões.

A B3 tem oscilado sem tendência clara neste começo de ano, movimento que agentes de mercado classificam como acomodação, em meio à ausência de catalisadores locais e a preparações para ofertas de ações no curto prazo.

Depois alta de quase 7% em dezembro, o Ibovespa renovou máxima de fechamento no primeiro pregão do ano, a 118.573,10 pontos. Desde então, porém, perdeu fôlego.

A equipe da Verde Asset Management destacou que a alta das ações brasileiras em dezembro refletiu dados positivos de crescimento econômico e um cenário internacional favorável e afirmou acreditar que o crescimento do PIB em 2020 vai surpreender positivamente, dando mais suporte para a bolsa.

Em relatório, a Verde argumenta que o início do ciclo de crescimento econômico é o melhor momento para as empresas, quando custos fixos são diluídos e elas têm maior facilidade para contratar mão de obra, o que permite a expansão de margens operacionais.

“Ao mesmo tempo, os baixos níveis de juros reduzem as despesas financeiras e fazem com que a margem líquida cresça acima da margem operacional. Ou seja, esperamos que haja muitas companhias com forte crescimento de lucro nos próximos anos.”

LEIA TAMBÉM: Dólar flerta com R$ 4,10 e fecha na máxima em 3 semanas

A sessão de hoje também teve pauta relevante, com números do mercado de trabalho dos Estados Unidos e de inflação no Brasil. Mas os indicadores, contudo, não desencadearam revisões nas expectativas de analistas para as duas economias.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).