Caixa Econômica Federal tem lucro de R$ 4,9 bi no 4º trimestre

O resultado operacional cresceu 120,6%, para R$ 2,4 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado

A Caixa Econômica Federal teve lucro líquido contábil de R$ 4,9 bilhões no quarto trimestre de 2019, revertendo o prejuízo de R$ 1,1 bilhão sofrido um ano antes, de acordo com dados divulgados hoje (19) pelo banco estatal. Na comparação com o terceiro trimestre, houve queda de 39%.

O resultado operacional cresceu 120,6%, para R$ 2,4 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado.

LEIA MAIS: Caixa Econômica Federal define sindicato de bancos para IPO de unidade de seguros

A carteira de crédito ampliada da Caixa fechou o ano com saldo de R$ 693,7 bilhões, de R$ 694,5 bilhões em dezembro de 2018 e R$ 683,2 bilhões no final do terceiro trimestre.

O resultado bruto da intermediação financeira atingiu R$ 10,7 bilhões, um acréscimo de 34% ano a ano. A margem financeira totalizou R$ 12,3 bilhões, segundo a Caixa, em virtude do crescimento de 17,8% no resultado de aplicação em títulos e valores mobiliários (TVM) e redução das despesas de captação em 12,4%.

As receitas com prestação de serviços e tarifas bancárias cresceram 2%, para R$ 6,8 bilhões.

O retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROE) ficou em 17,5% nos últimos três meses do ano passado, um acréscimo de 3,5 pontos percentuais no trimestre, “impactado pela estabilidade no saldo do patrimônio líquido médio e a evolução de 20,6% no resultado recorrente acumulado entre os períodos comparados”.

O índice de inadimplência no período ficou em 2,17%, redução de 0,21 ponto ante o terceiro trimestre.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).