Morgan Stanley comprará E*Trade Financial em negócio de US$ 13 bilhões

ReutersLucas-Jackson
O acordo ajudará o Morgan Stanley a impulsionar seus negócios de gestão de patrimônio

O Morgan Stanley anunciou hoje (20) que comprará a corretora de baixo custo E*Trade Financial em uma transação de ações no valor de cerca de US$ 13 bilhões, o maior negócio do banco de Wall Street desde a crise financeira.

O acordo ajudará o Morgan Stanley a impulsionar seus negócios de gestão de patrimônio, uma unidade que o presidente-executivo James Gorman está tentando construir para isolar o banco de períodos fracos nas unidades de negociação de ativos e de banco de investimento.

O Morgan Stanley receberá mais de 5,2 milhões de contas de clientes da E*Trade e US$ 360 bilhões em ativos de clientes de varejo como parte do acordo. O presidente-executivo da corretora, Mike Pizzi, continuará a administrar os negócios após a transação.

VEJA MAIS: Governo traça plano para atrair fábrica da Tesla para o Brasil

“O E*Trade representa uma extraordinária oportunidade de crescimento para os negócios de gestão de patrimônio”, disse Gorman.

O E*Trade tornou-se popular há quase duas décadas, exibindo comerciais que criticavam assessores financeiros por altas taxas.

Seu crescimento de receita foi atingido nos últimos anos com o surgimento dos chamados roboadvisers, pela quedas nas comissões e taxas de juros mais baixas.

Os acionistas do E*Trade receberão 1,0432 ação do Morgan Stanley por cada ação que possuem, como parte do acordo. Isso equivale a US$ 58,74 por ação – um prêmio de 30,7% acima do preço do último fechamento das ações do E*Trade.

Espera-se que a transação seja concluída no quarto trimestre de 2020.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).