Facebook reduz qualidade de vídeo na América Latina

GettyImages/ SOPA Images
A medida adotada pelo Facebook busca aliviar as redes neste período de alta demanda devido à pandemia de Covid-19

O Facebook vai reduzir qualidade de streaming de vídeo em sua plataforma e no Instagram na América Latina, replicando medidas adotadas para as atividades da empresa na Europa. A medida vem para reduzir congestionamento de dados em uma região que está começando a sentir os efeitos da pandemia de Covid-19.

Ontem (22), a rede social acompanhou medidas tomadas por Netflix, YouTube, Amazon e Walt Disney no sentido de reduzir congestionamento de dados da internet na Europa, uma vez que milhões de pessoas estão com recomendação para não saírem de casa ou em regime de trabalho remoto.

LEIA MAIS: 7 dicas para idosos cuidarem da saúde mental durante a quarentena

“Para ajudar a aliviar as redes neste período de alta demanda devido à pandemia de Covid-19, vamos reduzir temporariamente a resolução em bits dos vídeos no Facebook e Instagram na América Latina”, afirmou o Facebook em comunicado.

“Queremos garantir que as pessoas possam permanecer conectadas, e continuaremos trabalhando com nossos parceiros para administrar qualquer limitação de transmissão de dados”, acrescentou a empresa.

A plataforma de streaming GloboPlay anunciou que a transmissão de vídeos em 4K e em alta definição será temporariamente suspensa a partir desta segunda-feira.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas do feng shui para o seu home office

Questionada sobre planos sobre redução da qualidade do streaming no Brasil, como adotado na Europa, a Netflix afirmou que “vai continuar a trabalhar com os provedores de internet e governos de todo mundo e que vai aplicar estas mudanças em outras regiões, se necessário”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).