Saudi Aramco anuncia parceria de longo prazo com a Fórmula 1

ReutersHamad-I-Mohammed
ReutersHamad-I-Mohammed

A Arábia Saudita e a F1 estão debatendo a possibilidade de realizar uma corrida no país há algum tempo

A petroleira estatal saudita Aramco anunciou um acordo de patrocínio global de longo prazo com a Fórmula 1 hoje (10), o que também pode ser mais um passo para o país sediar um grande prêmio no futuro.

A Aramco disse que o acordo é o primeiro patrocínio global da gigante do setor de energia com um grande evento esportivo.

A Fórmula 1 acrescentou que a Aramco será a principal patrocinadora dos GPs dos Estados Unidos, Espanha e Hungria nesta temporada, quando sua marca aparecerá nas laterais da maioria dos circuitos.

A empresa de petróleo e gás também estará nas plataformas digitais integradas e transmissões da modalidade, e compõe um grupo de seis parcerias globais ao lado de DHL, Emirates, Heineken, Pirelli e Rolex.

VEJA MAIS: Engenheiros da Boeing ratificam oferta de novo contrato

A F1 disse que, juntos, o esporte e a Aramco “identificarão oportunidades para o fomento dos combustíveis sustentáveis, da eficiência acentuada dos motores e das tecnologias de mobilidade emergentes”.

A Arábia Saudita e a F1 estão debatendo a possibilidade de realizar uma corrida no país há algum tempo.

O Oriente Médio já sedia duas provas – a de Sakhir, no Bahrein, e a de Yas Marina, em Abu Dhabi – com contratos lucrativos de longo prazo.

A Arábia Saudita já consta do calendário da Fórmula E de carros elétricos e realizou sua primeira corrida em 2018 com um circuito de rua em Ad Diriyah, perto de Riad.

Empresas sauditas já se envolveram com a F1 no passado. A Albilad e a empresa aérea nacional Saudia patrocinavam a Williams quando a equipe conquistou seu primeiro título mundial, em 1980.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).