Investimentos chineses mais que quadruplicam

De 2003 até junho desde ano, foram 161 investimentos chineses anunciados no Brasil e 102 confirmados.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock

De janeiro a junho do ano passado, os investimentos confirmados haviam somado US$ 302,9 milhões.

Acessibilidade


Os investimentos chineses confirmados no Brasil no primeiro semestre saltaram mais de quatro vezes em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando US$ 1,343 bilhão, informou o ministério do Planejamento hoje (9), em seu boletim bimestral sobre o tema.

LEIA MAIS: Ford e Baidu se unem por carros inteligentes na China

De janeiro a junho do ano passado, os investimentos confirmados haviam somado US$ 302,9 milhões.

Em relação aos investimentos anunciados, o número caiu a US$ 198,87 milhões desta vez, sobre US$ 286,46 milhões no primeiro semestre de 2017. Em nota, o Planejamento ressaltou que os valores de dois dos três projetos anunciados em 2018 não foram disponibilizados.

Sobre a performance no terceiro bimestre de 2018, foram anunciados três projetos de investimento chinês no país: atualização das instalações das usinas hidrelétricas de Jupiá e Ilha Solteira, em São Paulo, pela China Three Gorges (CTG); compra da empresa encarregada pela manutenção do sistema paulista produtor de água São Lourenço pela CGGC (China Gezhouba Group Company Limited) e oferta vencedora da CPFL Geração de Energia, controlada pela chinesa State Grid, do lote 9 do leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Apenas o investimento da CPFL Geração, no valor de US$ 2,02 milhões, foi confirmado. O investimento da CTG foi anunciado em US$ 198,87 milhões e o da CGGC foi anunciado sem valores, disse o Planejamento.

De 2003 até junho desde ano, foram 161 investimentos chineses anunciados no Brasil e 102 confirmados, envolvendo US$ 71,5 bilhões e US$ 53,9 bilhões, respectivamente.

Compartilhe esta publicação: